sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Lei seca contra palmadas ja!!


Bom, fiquei de voltar aqui e falar mais sobre o assunto mas nao deu, ontem Chris partiu e estou eu aqui com os tres, dois de mau humor e um terceiro que esta em pleno pico dos 4 meses misturado com esse quase "ite" que invadiu seu corpinho.......foi punk ate pra tomar banho, mas pude exercitar a cada momento meu auto controle e nao distribuir aquela voadora que a maioria dos pais insistem em utilizar achando que é metodo educativo e pior, que tem resultados!!!
  Sou contra por fatos simples, desde pequena sempre fui muito observadora e nunca entendi aonde é que aquelas chineladas ali eram beneficas, eu quase nao ganhei, minha mae ganhou muitas e nenhuma delas serviu pra nada, nao vou por aqui detalhes dos sentimentos dela, do que as palmadas fizeram com ela, alias, nem com meus proximos, mas EU nunca achei aquilo ali educaçao, via descontrole, cansaço por parte dos adultos, imcompreensao, aquela coisa de EU mando e VOCE cale a boca, tem que ter punho, nao aprende com conversa (Han? QUE conversa?????) e mais, alguns tinham prazer em instigar crianças ao erro so pra mostrar quem é que mandava no chiqueiro, to FORA! Nao sabiam que evitar conflitos nao é da o braço à torcer, é simplismente usar da maturidade que justamente a criança ainda nao tem.

  Sei que muitos proximos ao me lerem vao achar que eu estou doida, ja outros, depois do susto, vao pensar bastante em cada chinelada, tapas, agressoes de todos os tipos que se aglomeravam naquela confusao e no fim hao de perceber que o que eu vi nao foi peça de teatro, que essa realidade nao foi paralela, infelizmente.
  Quando eu vejo alguem dizer que fulano é assim pois levou chineladas na hora certa, fico imaginando o quanto esse mesmo fulano nao poderia ser ainda melhor se nesses momentos de conflito tivesse uma mao estendida ao inves de uma mao voando com o primeiro objeto que conseguiu alcançar.


  Bater numa criança mostra covardia, crianças nao podem se defender, nao tem maturidade pra entender, nem sempre tem AJUDA dos pais e explicaçao suficiente , nao tem controle total do seu emocional ainda em construçao, birras, crises fazem parte dessa contruçao, sao panes corporais, isso é CIENCIA......palmadas minan a auto estima da criança, mexe com o sistema de aprendizado, o beneficio é ZERO, nao tem respaldo cientifico alguem, e pra quem é cristao, vai de encontro com qualquer palavra que Jesus escreveu por ai.

 Nao vou mentir dizendo que nunca bati nos meus filhos, ja dei sim alguns tapas no Mathieu, mas nunca me escondi atras dos meus erros nao, EU perdi a paciencia, o controle, dei por incapacidade, raiva, tristeza....pra educar?  Nao mesmo, se educasse, teriamos legioes de educados, amor, paciencia, compreensao, isso  é que educa....é dificil, mas é resolver agora ou ser confrontado mais tarde.

 Uma das coisas que mais me entristece é a relaçao de muitos filhos que apanharam tem com seus pais, é essa coisa de achar que mereceu, é essa relaçao de amor submisso, é essa falta de amor proprio, esse excesso de "respeito" que nunca existiu e eles insistem em manter, é nao querer destruir esse vinculo construido à base do medo, da agressao e ao mesmo tempo em alguns casos de carinho, é esse misto de sentimentos e magoas, é nao ter a coragem de dizer a si mesmo e de dizer aos seus pais que sim, houve acertos mas tambem houve erros....que pais erram como qualquer ser humano, mesmo tendo em objetivo acertar, erro é erro e agressao doi, seja fisica ou moral.
Nosso pais ainda tem uma taxa muito alta de violencia doméstica, violencia essa que é reflexo dessa agressao que começa na primeira infancia, uma criança que aprende que o mais forte, o mais "poderoso" em casa vence na mao, tera grandes chances de usar desse mesmo método com sua futura mulher, seus filhos, no transito........num pais aonde temos Lei Maria da Penha, espero  em breve termos alguma  lei destinada às nossas crianças pois se a sociedade estima que as mulheres nao podem ser agredidas nem com palavras e nao tem "força" para se defenderem sozinhas, quem dira nossas crianças....
  Pra quem vem com esses papos de que palmada faz muito bem obrigada, nao percam muito o tempo em comentar, nao sensuro nada mas nao respondo à ignorancia.....nao tem justificativa pra covardia, minha inteligencia nao aceita isso de forma alguma, e pra quem acha que palmadas sao os famosos limites, menos ainda.......precisa crescer muito e ainda  assim ficar nas pontas dos pés pra alcançar que limites sao extremamente necessarios mas com amor, nao com agressao.

 E pra refletirmos , porque SO as crianças podem apanhar? Porque nao batemos naquele chefe escroto que vive pertubando?  Ou no mal educado do supermercado que ainda nao aprendeu que nao se deve largar a porcaria do carrinho no meio do corredor dificultando o acesso de todo mundo??? Faltou limites pra esse cara? NAO, faltou EXEMPLO, faltou gente dedicada explicando como se vive em sociedade sem desrespeitar o espaço do outro.
   Vamos cuidar das nossas crianças, amor gera amor, ja agressao so  faz perpetuar a violencia!

Um comentário:

Desnuda disse...

Ju! Excelente texto!!! Corretíssimo! Não escondo tb meus erros e os que fui submetida. Não os questiono para reclamar, mas para melhorar, aprender e evoluir como ser humano. E de fato, se todos fizerem uma reflexão dos seus atos, honestamente, não há como não evoluir como ser humano e contribuir não só para a felicidade, união e saúde da família, como para um mundo melhor. Reeducar-se para educar! Beijos da tia que te ama.