sábado, 19 de junho de 2010

Como é que vim parar aqui!

Semana passada lendo mais um dos posts da Mirelle no seu blog, mais especificamente esse aqui  (http://13anosdepois.blogspot.com/2010/06/eu-escolho-voce.html) , decidi contar e relembrar mais uma vez como foi que minha vida deu esse giro de 360° e me fez parar aqui na França.

 Num dos trechos do post da Mirelle, ela pergunta se sabemos dizer o momento exato onde tudo mudou, onde a nossa vida tomou o rumo em que estamos hoje.........nao sei se da pra responder assim com tanta exatidao nao!

Nossa historia começou por um conjunto incrivel de coincidencias , encontros e ate desencontros......foram tantos detalhes que fica dificil saber qual deles foi o total responsavel!

Me lembro  nitidamente de estar no aniverssario da Mariana, familia reunida e no meio da festinha rolar um papo de que eles viriam pra França.....nao me lembro o que vestia mas me lembro onde estava sentada, com quem....na hora pensei que era bacana, tambem imaginei o quanto de tempo eu levaria pra terminar estudos, me estabilizar na profissao e talvez la pros meus 40 anos, vir pra Europa rodar....

Mamae ficou logo interessada, algumas perguntas daqui, outras dali e ela vem com um papo de que eu tambem poderia ir.......soltei uma gargalhada! Ta louca.....com que grana??? Pra que???? Nada disso.......vou passar ferias com amigos, namorado.....sim, porque infelizmente minha historia começou meio que à tres!

Mamae com aquela perseverança que so ela tem e seus dedos magicos fizeram aparecer uma passagem de aviao, ja que comprou, nao tem jeito né.....vou!
Nao levava muito fé nessa viagem nao, estava feliz porque iria com primos, tias animadas, mas nada grandioso, no fundo, achava estranho ate a minha apatia.

Me lembro  do céu quando sai na rampa vidrada que ligava a aeronave ao prédio do aeroporto, calor.....que delicia! E eu toda de preto com blusas de manga! Buscamos nossas bagagens, que nao eram poucas e fomos nos encontrar com nosso anfitriao, que hoje é meu sogro!

Assim que saimos, olhei pra um balcao vazio de aluguel de carros e por la avistei dois rapazes, um alto e um estatura média , esse era meu numero.........hipnotizei! Ele tambem olhou, mas o grupo logo me chamou e assim continuamos.
Apresentaçao de oito pessoas demora né, e nao é que no meio daquele bolo, vejo esse mesmo rapaz ali se apresentando e ate falando com intimidade com tia Cristina! Fiquei curiosa em saber quem ele era, a principio, julguei errado, achava que o Nicolas, amigo dele era o filho do Claude (meu sogro).....mas nao, foi ai que Claude se apresentou e me apresentou seu filho....aquela confusao de beijinhos, aqui sao quatro, no Rio sao dois......e fomos em direçao ao estacionamento!

Um parenteses, na semana de nos buscar no aeroporto, Claude preocupado sem saber como é que transportaria oito brasileiros ate sua casa, ligou pro Chris pedindo ajuda......levou um nao, pois é, Chris iria trabalhar e nao poderia ajudar! Eis que do nada surgiu uma rara greve dos inttermitents du spetacle.....ok, que frances adora greve isso nao é novidade mas o estatudo do Chris faz bem menos do que deveriam.....por fim, ele disse que poderia ir nos buscar!

Voltando ao estacionamento, divisao da galera nos carros e nao foi dificil cair justamente no carro que Chris estava dirigindo.....ali começou os olhares no retrovisor de ambos os lados! Papo rolando bem enrolado, tia Cristina tentando arranhar o frances dela, Chris arranhando o portugues dele, algumas palavras de ingles e fomos seguindo!

Ao chegar na casa, fomos super bem recebidos, eu tinha impressao que aquilo nem casa era, mas uma pousada tamanho a dimensao......as meninas na piscina, o sol lindo e no meio do jardim, um loirinho fofo com no maximo dois anos!!!
Eu , observadora que sou, via que Chris estava à brincar com o menininho e ai a coisa ja começou a babar, pronto! Ele ja é pai, se é pai.....tem mulher né! Droga, parei por aqui, nada de ficar olhando ! (ok, triste dizer mas eu tambem era comprometida, apesar de ser do time que acredita que olhar, nao arranca pedaço!)


Mais tarde, ao perguntar de quem era aquela criança fofa , fui saber que nao tinha algum parentesco com ele, que Jeremy tinha mae, padrasto mas como fofo que era, era amado  e cuidado por todos, o bebe da casa! Aliviei, entao por enquanto o cara é livre....sei!

Pra encurtar, ele que nao tinha habito de ficar na casa do pai, encostou por la e nao ia mais embora, a nao ser pra trocar de roupa, ate porque, Claude ainda precisava de ajuda pra nos levar à Paris entao todo mundo se achava ali na historia!

Um dos nossos primeiros dialogos rolou sobre as tatuagens dele, eu perguntei sobre o significado , ele respondeu , ele perguntou minha idade....respondi....droga! Ao ouvir que ele tinha 32 anos, quis desintegrar....tinha acabado de dizer que eu tinha 17, o cara ia me achar uma criançona, alias, nao é possivel, entendi errado! 32 anos é velho demais! Fomos jantar ambos arrependido, deveriamos mandar uma mentirinha, nao?!

A semana foi passando rapido, os olhares pelo retrovisor sempre ali, eu sem perceber ja estava me "apegando" mas achava que aquilo iria ficar na imaginaçao mesmo, no dia em que ele recebeu a visita da ex namorada (eu nao sabia que era ex, obvio)  eu cai na real, é claro que nao vai rolar nada.....sao 12 anos + o Atlantico nos separando, fora que a gente nem se conhece e ainda tem essa mulher gata ai que nem sei o que é dele .

Engraçado, em alguns momentos, eu me sentia como as personagens de alguns romances que ja tinha lido, justo eu , que nem em romance acreditava, achava que  era uma porcaria inventada pelos homens pra nos fazer sofrer, tudo ficçao!

Um dia tenso foi o dia do Louvre.....naquela coisa de fulana vai ao banheiro, ciclano tambem quer, o grupo parou ali por perto , eis que alguem vendo minha cara metade no pescoço solta a pergunta maldita " Voce tem namorado?"........eu queria murchar ali, por todos os motivos obvios, por pensar que eu era uma sacana em deixar alguem la no Brasil e ficar flertando, por nao querer assumir que tinha sim alguem, affe que merda! Justo agora......respondi que sim, aquele sim amarelo, quase emendado de "tenho mas nao é nada serio"......bom, se um namoro de mais de dois anos nao é serio, PQP hein! Enfim, quando terminei de responder, avistei Mari com garrafinha d'agua, fui me reabastecer e quando voltei ele nao estava mais por la......nao gostou do que ouviu!
Tive um sentimento tao ruim, de que algo tinha acabado......engraçado, nem tinhamos nada e eu ali num nervoso nunca sentido antes! Passei o resto da tarde murcha, nao queria ver mais nada, nem sabia se ele iria voltar pra casa do pai e essa probabilidade de nao mais nos vermos me deixou mal!
A essa altura, tia Cristina ja estava dirigindo o carro do Claude, nao precisavamos mais do Chris.
Ao chegar na casa, ele estava la......hoje ele diz que pensou que eu nao tinha namorado mas um dos tais "ficantes" que os brasileiros tanto falavam pra ele, ele ficou chateado sim mas nao desistiu!
O combinado era irmos num restaurante onde poderiamos dançar tambem, ambiente brasileiro......chegando por la, o ambiente nao agradou parte do grupo, eles ficaram por um tempo mas no fim so ficamos os jovens "mais velhos" e iriamos voltar com o Chris........vi ali a oportunidade de concretizar uma aventura pra guardar na minha memoria, todo mundo tem uma né....Creyce deve se lembrar dos papos de "beijo internacional".....pois é, e eu ali de cara pro gol!

As meninas dançando e nos dois so no papo, ele nao dança, nao ia deixa-lo sozinho né......mas eu ja nervosa, caramba! No Brasil se nada rola no bar/boite wathever, é porque nao rolara mais! Eis que as duas da matina as luzes se acendem, tomei um susto, pois é.....coisas da night parisiense!
Na hora pensei "Ju, pé no chao filha......nao vai rolar, ele tem aquela menina, talvez tem outras, mas enfim, nao ta afim!

A Priscila e Barbara vendo que eu estava interessada e ele tambem, se juntaram no melhor time cupido e começaram a levantar minha moral, diziam que era so eu estalar os dedos, que ele nunca ficava na casa do pai, que o motivo era o interesse em mim e eu achando bobagem, nao é nada disso gente! 

Como a casa do Claude é mais longe de Paris, as meninas inventaram de parar no caminho no ape dele pra irmos ao banheiro hahahahaa, iamos dar carona a uma colega mesmo.......e la no apartamento, depois de uma tentativa de me abandonar frustrada, elas me "obrigaram " a ir  no banco da frente do carro, foi a oportunidade pra conversarmos ainda mais.
Musicas em comum, gostos parecidos, era tudo tao estranho.....eu nem me lembrava mais da minha realidade, so existia aquela ali, ao menos naquele momento.

Ao chegar na casa, as meninas sairam praticamente correndo do carro, eu pela primeira vez na vida me vi nervosa em frente a alguem do sexo masculino, era um vazio na barriga, garganta entalada, maos suando.......porra mas essas coisas nao existe gente, acorda Julianaaaaaaa!!!!!!!
Quando eu ia abrir a porta, ele igualmente tenso so conseguiu pedir pousando a mao no meu joelho pra que eu ficasse, e assim rolou o primeiro beijo........beijo longo, nervoso, mas bom!
Depois do beijo a coisa ficou muito engraçada, sem falar nada, era como ja estivessemos juntos ha muito tempo, como se ficar juntos fosse natural......eu nao pensava na minha volta ao Brasil tres dias depois e ele nao falava nada tambem.
Em alguns momentos de lucidez, eu me dizia que era so faniquito de verao, que é claro, nada disso ia durar, que eu iria voltar apaixonada, que essa droga existia sim mas que ali iria começar meu sofrimento........a unica decisao certa era terminar um namoro que naquela altura nem mais existia, o terceiro personagem da historia nao merecia nada disso , precisava ficar livre pra encontrar alguem que o merecesse e me deixar livre tambem pra quebrar a cara!
No dia seguinta, ele foi trabalhar mas voltou a tarde, era uma delicia aquele clima de segredo, poucas pessoas sabiam, e nos ainda aproveitando!

Pausa pra explicar, minha familia é do tipo "faça o que eu digo mas nao faça o que eu faço", sao imperfeitos ate a raiz do cabelo mas um saco de moral vazia, eu sabia que no momento em que eles soubessem do que estava acontecendo, minha paz iria acabar.....nao pela minha mae, que sempre me apoiou em tudo, mas por eles que ate hoje talvez nao aprenderam a ter jogo de cintura!

Todo mundo programando uma ida à Disney, eu que ate antes de tudo rolar nao estava afim de gastar 50 dinheiros no passeio, achei um motivo pra nao ir, ele teria folga e poderiamos sair, fazer algo a dois em Paris! Assim, resisti aos interminaveis apelos do Bê, à oferta bacana da tia Cris de me oferecer a entrada, se a questao fosse mesmo economia, e nao fui!

Nessa tarde, fomos ao supermercado buscar algumas coisas pra Su, era tao estranho o nosso entrosamento, parecia que aquela ida ao mercado era algo que faziamos sempre, essa era a sensaçao que eu tinha, de que  ao contrario das evidências ,  ele nao era um estranho......

Saimos à noite, restaurante com amigos, esticada em bar e terminamos no apê dele......no dia seguinte, o telefone que nao parava, Suely desesperada do outro lado da linha pedindo a nossa volta!
Pois é, fico a imaginar a cara de algumas das sete pessoas do grupo ao ouvir da Su que eu nao so tinha saido com o Chris sozinha  mas que talvez nao dormiria la.

De certa forma, uma bobagem, eu ja nao dormia todas as noites em casa  ja fazia um tempo , minha mae tinha total confiança em qualquer escolha minha, por mais estranha que parecesse mas nada disso foi impedimento pro bafafa que essa dormida fora de casa deu!

Ja de volta pra casa, rolou uma discussao acalorada com tia Regina, ela nao gostou nada de ouvir que eu nao voltaria com eles, que ficaria mais umas duas semanas.....meu bilhete era GP, o que me permitia trocar as datas sem problema algum! Ela como previsto, nao so nao gostou como disse que ia cancelar meu bilhete....sai sem dar a palavra final, Chris como é tao carne de pescoço quanto eu, mandou o recado de que ela poderia cancelar o que quisesse, ele me daria outro bilhete pra voltar duas semanas depois! Resolvido......mas temporariamente!

Os Silva se amarram num drama , nao conseguindo me dobrar, apelaram pra mamae, pintaram Chris como ele é, mas da forma mais pejorativa possivel, nao é novidade que la em casa a turma tem preconceitos, me desculpem voces a,i mas to mentindo?
Mamae nunca fez parte do grupo mas se sentiu pressionada, é claro né.......Sara, ele fuma, tem tatuagem, tem piercing, trabalha no meio do espetaculo e blablabla, e tititi......e assim, Sarita muito dividida deu a cartada final!

Me ligou chorando, dizia que alguem da qual eu amo muito estava no hospital, segredo, nao podia falar com ninguem, era assunto delicado e é claro que na hora eu disse "to chegando!"........ela escolheu bem demais a pessoa......eu chorei demais, tinha muito medo, medo de perder essa pessoa, medo de nunca mais ver o Chris, a essa altura, tinha certeza, estava mais do que apaixonada....nao via mais sentido em nada sem ele!

Arrumei às pressas minhas malas, fomos ao aeroporto e o drama habitual de quem voa de GP começou, nao tinha lugar no aviao.....tentem amanha! Com duas pessoas perigando emprego, depois de muita insistencia, descolaram um unico lugar pra mim nesse aviao!
Chris chorou tanto quanto eu, alias, eu nunca tinha visto homem chorar daquela forma, a despedida foi péssima  por varios motivos, eu so ouvia e me centrava nele dizendo que ao sair dali, iria no guiche da air France comprar o bilhete dele pra um mes depois chegar ao Rio!
   Imagina, um mes é coisa demais.....nao ia aguentar! De todo jeito, ele nao vai ligar né Juliana, para de sonhar......como dizia John Lennon, the dream is over! Acorda filha.......e foi chorando que fiz a viagem toda!
A chegada no Rio foi triste, encarei meu problema de frente, falei a verdade pra quem nao merecia um final desses, esperar a namorada e ouvir que ela vai se casar....que piada!
 E ali começou meu mês de espera, ele me ligava diariamente,falavamos em casamento mas nem sabiamos como isso ia rolar......o certo é que ficariamos juntos!
O mês passou, ele chegou.......conheceu o resto da familia, simpatia imediata com mamae, foram dois meses felizes no Brasil!
Inicialmente eu continuaria a faculdade, mas mamae, sabida como é, disse pra mim que era melhor trancar.....tomei um susto, ela disse que eu nao iria conseguir acompanhar as aulas, ia matar aula direto, nao ia aproveitar a vinda dele e que provavelmente essa faculdade nao iria me servir, depois da matricula ja feita, cancelei tudo!
Duas semanas depois, ele me chamou no quarto onde estava hospedado na tia Cristina e me deu um anel, perguntou se eu queria ficar com ele pra sempre.......estavamos somente nos dois mas foi lindo!
Ele veio embora no final de outubro e 15 dias depois embarquei de vez......vim incredula do que estava acontecendo mas com a certeza de que seria feliz, mesmo achando que era tudo muito louco e precipitado!

 Ja meses depois, me lembrei que alguem especial e muito sabia tinha me dito que eu faria essa cruzada, que atravessaria o Atlantico, na época so respondi que nao tinha grana nem pra ir de NI à Morro Agudo......e nao é que ela tinha rasao!

Mas voltando ao texto da Mirelle, nao sei se foi ali no aeroporto quando aqui cheguei, que ao trocar olhares minha historia mudou, se foi no momento do primeiro beijo, ou se foi a greve que finalmente o permitiu de ir me encontrar, mas sei que foi o encontro mais feliz e mais programado dessa minha vida!

Estavamos fadados a trilhar juntos e apesar de todas as adversidades, estamos seguindo o combinado felizes......dessa loucura fizemos tres filhotes lindos, ainda temos muita coisa pela frente, muitos planos mas todos eles juntos !

  Nossa primeira foto juntos, tirada pela tia Cristina......quem diria que chegariamos a formar essa familia enorme e feliz?

7 comentários:

Vivaz disse...

Que linda história Ju! Miuta saúde e felicidade, vcs formam uma família linda!

Anônimo disse...

Linda sua historia ju, emocionante, apaixonante ... e com tre filhos lindos! Me fez pensar no meu momento *despertador* busquei, busquei ... qq dia eu conto! Mas comecou com um cracha! bjus e felicidades! Engracado que nao venho muito no seu blog, alias, em blogs, mas vale a pena ... que bacana!

Anônimo disse...

Linda sua historia ju, emocionante, apaixonante ... e com tre filhos lindos! Me fez pensar no meu momento *despertador* busquei, busquei ... qq dia eu conto! Mas comecou com um cracha! bjus e felicidades! Engracado que nao venho muito no seu blog, alias, em blogs, mas vale a pena ... que bacana!

Nanda Gomes (www.blig.ig.com.br/reidavi) disse...

LINDO, LINDO, LINDO!
Sempre vejo vcs dois dançando agarradinhos e apaixonados no MEU casamento. Vc lembra???
Foi dia 11 deoutubro de 2003!
Parabens pela linda história! Me emocionei e mto!

Juliana Beaup disse...

Nanda, claro que me lembro!!! Primeira festa do Chris na familia, teste no Manganga!!!! Alias, linda festa né!

Desnuda disse...

Do bafafá com Regina fiquei sabendo um tico pouco depois, mas sem a dimensão exata...Mas o lance do hospital muito tempo depois hahahaha Foi voce mesmo ou Sara que me contou ano passado? Nem lembro rsrsrs. Aff Maria! Graças a Deus tudo deu mais que certo e também de forma linda uma grande prova de amor verdadeiro para você e para todos!

Beijos tamanho família!

Kundrie disse...

li tudinho!! Ja me perguntei como você foi parar ai! tenho curiosidade com essas coisas. Linda a história! A vida nos empurra pras coisas acontecerem né. Adorei a foto de vocês juntinhos
Alaya