domingo, 31 de janeiro de 2010

To be or not to be.........uma palpiteira!?!

Quando eu era mais nova, tinha horror à palpites, nao importava a natureza ou o dono, tirando Rê, que sabia levar meu mau humor  e grosseria na flauta, eu soltava fogo a cada palpite recebido la em casa.
  As vezes ia sair pra faculdade, estava toda felizinha quando ouvia minha mae soltar um "voce vai sair assim? Vai aonde? Ta cafona hein!"......nossa, ficava possuida! Eu sempre respondia que nao tinha pedido opiniao alguma, e por mais que eu tivesse personalidade o suficiente pra sair dali sem trocar a roupa, nao saia mais toda felizinha e nem me achando, o que eu pensava ser a polvora, tinha se transformado num fiatlux usado!

  Depois de ser mae (olha a frase ai hauhauhauhuhaua), eu percebi que a gente automaticamente entra no papel de palpiteira, é horrivel.....troço automatico! Voce encontra uma amiga, cada uma com sua cria e ela comenta que ele faz birra na hora do banho, la vai voce com a soluçao magica.......outra comenta que o filho nao esta se adaptando à papinhas, voce da um conselho maneiro e pra inflar mais seu ego de supermaemultiuso, voce ainda recebe um valeu da amiga pois depois do seu conselho o baby raspou o prato e tudo deu certo!

 O problema é que se nao rolar um equilibrio, voce pode se transformar na chata, aquela que tem palpite pra tudo (pior que a gente tem mesmo né!), naquela mae chata que sabe de tudo e que mesmo que nao seja verdade, as outras que recebem sua chuva de palpites , acham que voce se acha a ultima mae de Jerusalem!

    Mas olhando pelo lado da mae palpiteira, rola tambem um desconforto e a duvida, falar ou nao falar?
Antes, no meu circulo intimo, somente eu era mae....hoje tenho primas com filhos, outra gestante e amigas tambem entrando nesse mundao, como ja estou no terceiro guri, passo boa parte do tempo lendo sobre crianças, babies, puericultura e pedagogia, virei uma biblia ambulante de megaultradicas pra TUDO, ou quase  tudo porque a adolescencia ainda esta longe, fora outras passagens, mas de puericultura, como ja errei, li, testei e vi o que da e nao da certo , ja acumulei uma boa quantidade de pontos no jogo.
  Como dizer aquela pessoa proxima, que a formula magica que ela esta usando e transmitindo, aprovada por uma pessoa que se diz pediatra (gente, acordem!!!! Pediatra é pra tratar doenças, a maioria nao saca NADA de puericultura, alimentaçao infantil entao cometem erros mega basicos), pode ser a furada do século pro baby dela?
   Ok, cada uma tem seu estilo e muito é questionavel, como questao de sono, apego, mas tem coisas que toca no ambito da saude e alimentaçao e que tem sim o certo....e ai, voce da a super dica e corre o risco de ser mandada pra PQP das MMPQ ou voce fica na sua se remoendo, se culpando pois sabe que daqui a uns tempos, a consequencia vai aparecer e voce nao avisou?????
        Enfim, podem mandar palpites pois ao menos eu, estou na corda bamba sem saber se me transformo na chata de carteirinha com consciencia limpa ou se fico na minha curtindo gastrite!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Seis meses de Alexandre, seis meses de amamentaçao exclusiva! Yes, we can!

Enfim cruzei a linha.....ate aqui rolou tanta historia, nesse post nao contarei, mas o resumao é que nao consegui amamentar nem Mathieu e nem Ciça, nao acreditava mais em mim quando engravidei do Alexandre e esse foi o maior fantasma que tive durante toda a minha vidinha de mae......tinha medo de pensar, achava que nao ia dar conta e pra nao me decepcionar outra vez, nao gostava nem de falar sobre isso, contra todas as minhas expectativas, foi maravilhoso, foi nao...é!
  Ha oito dias Alexandre fez seis meses e ainda esta firme e forte na tété dele.


  Quarta tivemos consulta, duas vacinas nas coxinhas, 7.350KG de gostosura e sabe la Deus quantos cm.....nao percebi, acho que sao 65cm mas certeza mesmo nao tenho, pouco importa, o fato é que ele continua a mesma docura, é simpatico pra caramba, esperto, ja sabe muito bem o que quer, reclama forte quando contrariado ou decepcionado, ja pega de um TUDO, ate coisas no caminho......agora a atençao com ele no colo é redobrada senao eu saio andando com ele e a maosinha dele derrubando com tudo!
  Ja esta virando de bruços, desvirando, roda como o ponteiro dos segundos de um relogio rolex, velocidade nao é problema.....surrupia chupeta da boca dos irmaos com maestria, mesmo se depois nao sabe o que fazer com elas, puxa os cachos de Ciça como ninguem e tem um carinho mega bruto, adora estalar as maozinhas no nosso rosto (é, aproveita enquanto pode!).

 Nao familia Silva, ele ainda nao comeu NADA, tirando algumas lascas de pao que nao muito o interessa.....ele adora a cara e odor da comida mas acho que por enquanto o interesse nao passa disso, começaremos essa semana com compota de frutas e um legume ou outro amassadinho so pra degustaçao, a tété ainda é o que ha........

  Lembrando que semana que vem, dia 6 de fevereiro sera o batizado dele e da Ciça, Frere Jean du Sacré Coeur, amigo de infancia do Chris que vai celebrar, dessa vez a cerimonia sera diferente e bem mais intima, mais a ver conosco e com mais emoçao, ja que tera Vovo Sara e  Fellipe  de convidados ilustres e uma pessoa especial comandando a celebraçao! Prometo muitas fotos do trio.....tio Fellipe, fotografo oficial promete nao decepcionar!

  Ahh, ja ia me esquecendo de comentar.....cortamos a cabeleira do Zeze.......foi com muita dor no coraçao mas filhao agradece, o que me deu coragem foi ver Davi, sobrinho gatissimo filho da Nanda que tambem cedo teve suas mechas aparadas......Mathieu so cortou a cabeleira com quase dois anos e Ciça ainda nao viu tesoura......mas diz ai se ele nao ficou lindao?!!!!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Berço, necessario pra quem?

  Cada vez mais me convenço de que o menos é mais, ainda mais quando o assunto é baby e puericultura.
    Ultimamente tenho visto bastante postagem sobre a necessidade de varias coisinhas que eram dadas como super importante num enxoval, e ate mesmo obrigatoria e tenho percebido que ao menos aqui na Europa, onde detalhes nem sempre fazem parte, certas coisas ja nao fazem mais parte do necessario e o  berço tem sido uma delas.
   Nao, nao foi abolido totalmente e a maioria ainda compra o bercinho, alias, tenho pra mim que é a primeira compra do casal ou da mae quando vê o teste positivo em maos, mas a quantidade de pais que procuram alternativas tem crescido muito e um novo conceito de quarto vem entrando em moda.
 Se nao me engano, foi Montessori que lançou esse conceito onde no quarto, tudo deve ser acessivel e pensado no bem estar da criança......o que ate agora é novidade, ja que os quartos infantis sao geralmente baseados nas vontades, expectativas e utilidade dos pais.....tudo no alto, nada a ser tocado, praticidade zero pras crianças e por ai vai....pra que aquele porta retrato de ursinho lindo onde a criança mal se ve e nem podera tocar ate a idade de seis anos? Pra que aquele monte de panos e enfeites inuteis, e o berço....pra que?
   Minha antipatia pelo berço começou quando uma vez pra brincar com o Lipe, que na epoca tinha um ano e meio, eu entrei no berço dele.....é, ja tinha  mais de 15 anos mas com 47KG entrava numa boa ali dentro, gente...que sensaçao horrorosa!   Nunca mais me esqueci a reflexao de quao bizarro é dormir cercado, com barras no rosto se sentindo preso.
   Quando estava gravida do Mathieu, é claro que queria um, todo mundo compra.....ate tour de lit, aquela proteçao do berço acolchoada eu comprei, mas o berço ia ser presente da Sophie, estava esperando o fim da tournee Benabar para irmos juntos, ela, Chris e eu comprarmos o berço.
   Mathieu decidindo vir antes (antes entre aspas pois 38 semanas é a termo, mas eu esperava pra 42  né!) me deixou naquele estresse, e agora....onde por o baby? Sophie decidiu ir sozinha mesmo comprar o berço  e acabou chegando no ape com dois, o tradicional e o de viagem. Mamae, ela e Chris arrumaram tudo e Mathieu ao chegar ja tinha seu trono.
   Ja nos primeiros dias , apesar do berço estar ao lado da cama, eu na preguiça dava mama pra ele (sim, fracasso total na amamentaçao) e ficava com ele ali, e assim começamos a dormir juntos, era tao gostoso, e cada vez mais eu me perguntava pra que aquela porcaria montada ali no quarto....trocava os lençois pra manter limpo mas de nada servia, alias, servia sim, pra guardar brinquedos e roupas que a preguiçosa aqui nao guardava em dia.
   Mesmo assim, demorei pra me desfazer daquilo, so fui desmontar quando ele estava com um ano e quatro meses e assim decidimos comprar um futon, esse virava sofa, cabia certinho no quarto pequeno e seria uma cama a mais.
    Depois de pouco tempo, nos mudamos pra esse ape aqui, e mais uma vez, eu sem conselho algum, fiz como todo mundo, desmontei os berços, guardei e decidi comprar uma caminha e montar um quarto pro Mathieu, pro Mathieu?? Sera???
    Escolhi uma caminha da IKEA que inicialmente é pequena mas que futuramente abre e vira uma caminha de solteiro, achei que foi dinheiro bem aplicado ate perceber que a distancia dos nossos quartos era enorme.
   Mathieu aceitou bem a mudança mas ainda mamava duas a tres vezes a noite, entao eu passava a noite indo e vindo no longo corredor ate que Chris solucionou, trouxe Mat novamente pro nosso quarto e assim voltamos a dormir juntos. A verdade é que ele ainda fazia falta , gostamos de dormir com nossos filhos, isso é fato!
    Nesse meio tempo engravidei de Ciça e mais uma vez arrumei o quarto do Mathieu de forma a dividir, ou melhor, de acolher Nandoca, que viria pro nascimento, e a questao do berço apareceu.....monto ou nao monto? Pensei muito e nao ia montar, meu medo maior foi deixar Ciça na cama e Mathieu saltar emcima dela, pensei que com o berço, ela teria um lugar seguro, fora do alcance dele pra ficar.
  Montei o de viagem que alem de pratico, nao tinha kit berço nem adicional algum, e mais uma vez, nao usei!
   Ciça foi uma high need, mal saia do colo, era do meu pro da Nanda, do da Nanda pro do Chris e quando nao , ficava no charutinho enrolada na cama, à noite, pra amamentar ela dormia comigo no futon e assim decidi desmontar o berço.
    Ela foi crescendo, eu lendo cada vez mais e achei um grupo de maes que assim como eu, nao ve necessidade no berço, que é a favor do colchao ou caminha baixa no chao, quando nao uma cama normal mas com grades baixinha.
   Quando me vi gravida do Alex, nao tive duvida, dei os dois berços e ele nunca sequer entrou em um, apesar de todas as tentativas, eu percebi que esse é um item que nao vai de acordo com o que eu quero pros meus filhos e que no fundo é desnecessario, um gasto mal aplicado.
  Ainda que eu nao dormisse com meus filhos, continuaria achando um item sem serventia.
 Os pontos positivos deles dormirem no colchao sao:

    Pra amamentaçao nao ha coisa melhor, hoje entendo quem nao suporta os primeiros meses e so tem cansaço como lembrança, idas e vindas, tentativas de por no berço, no way....num colchao a mae deita ao lado do baby, amamenta a noite toda e sai indo dormir na sua cama a hora que quiser, aquela coisa de passar metade da noite sentada amamentando ou ate em pe ninando nao se faz necessario;

Mais tarde, quando eles começam a engatinhar, ao acordar eles mesmo podem sair de suas caminhas, brincar no quarto (atençao, quando o quarto é feito pro bébé!) e voltar pra caminha quando quiser....aqui em casa nao precisei de por grade de segurança na porta, mas pra quem tem casa com segundo andar, é importante!

 E o melhor é a questao de nao empregar grana em algo desnecessario, uma cama de solteiro ou de casal é pra vida toda, o bebe podera usar ate a saida de casa.....alias, ontem me lembrei que a tia Angela nao comprou berço pras meninas nao, aquele quartinho que nos conhecemos do Esplanada era assim desde o nascimento da Rê, tem varias fotos dela na caminha.....barras de segurança e olho vivo sao necessarios!

 Meus pontos contra o berço:

 A questao da criança ficar presa, dormir num lugar onde EU nao gostaria de dormir....se eu quero conforto, ofereço o mesmo aos meus filhos, fora que eu particulamente acho berço perigoso.....quantas historias de quedas nao rolam por ai? Ok, na maioria das vezes nao da em grande coisa, mas é um tombo consideravel!
  Nao gosto tambem da falta de aeraçao nele devido aqueles kits berço que com o perdao da palavra, eu acho pavoroso, na foto fica lindo mas no dia a dia, um acumulo de poeira que pra criança nao serve pra nada.....nao é a toa que no Canada eles nao recomendam, sao contribuintes pra queda das crianças, enforcamento, sufocamento e morte subita pela falta de aeraçao no berço.....fora que pra crianças alergicas, aquilo é poeira pura!
  Lembrando tambem que pra quem dorme com as crianças, algumas medidas de segurança é necessario, nada de alcool, remedios fortes ou controlados, cobertores na altura do bebe, colchao que afunda e babe sempre entre a mae e a parede se o pai é do tipo que desmaia!

 Agora na visao de muitos pais, o berço é sim de muita utilidade, é otimo pra deixar a criança ali presa "brincando".....é o primeiro passo pra separaçao da mae e do baby, a tal "idependencia" que muita gente quer pros seus filhos mal eles sairam do ventre, fora a questao estetica, pois na nossa realidade Brasil colonial, dormir no chao ainda é coisa de pobre né........

 Pra finalizar, essa postagem nao é necesariamente uma dica de CC (cama compartilhada) pois eu entendo quem nao quer, nao gosta, nao acha importante dormir com seus filhos, o objetivo  nao é esse, é somente fazer refletir no que queremos desde o inicio pros nossos filhos, pensar em como a sociedade nos impoe coisas que as vezes vai contra nossos instintos mas que seguimos, seja por falta de apoio, por medo de errar....ora, eu convicta de que o berço era uma merda e desconfortavel, ainda assim o montei por duas vezes, tentei por duas vezes colocar meus filhos ali, tive que ter o terceiro pra decidir doar e ver que aquilo ali nao é pra minha familia!
   A praticidade do berço é nula no quesito amamentaçao, é a primeira barreira entre mae e filho.......ate pra mim que nos dois primeiros fui de mamadeira, nao teria saco nem estrutura pra ficar indo levar mamadeira laaaaaa no berço, dar, fazer arrotar e depois seguir pra minha cama, com a impressao da mae ao lado, eles dormem bem melhor e mais rapido, enfim......ainda fica a criterio de cada um mas eu digo nao ao berço!
  Vou por aqui umas fotos de um quartinho Montessori e outros "normais" mas todos sem o berço, enjoy!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Cupcakes au citron!

Nao, nao é um blog de cozinha mas no meio dessa tempestade toda a unica coisa que tenho de reaproveitavel pra postar aqui é essa receitinha maravilhosa, depois de duas semanas dormindo mal e na luta, voltei a aproveitar a cozinha, ainda mais agora que minha sogra me deu de natal uma batedeira de mao super fofa!
   Fiz algumas modificaçoes  pra ter o efeito que queria e o sucesso foi grande! Vamos la!


  Para a massa!

  • 200 g de manteiga
  • 250 g de açucar
  • 4 ovos
  • zestes do limao (casca do limao passada no ralador de furo menor)
  • 200 g de farinha de trigo
  • 1 sachet de fermento (11 g)
  • 1 limao grande  espremido grosseiramente    

Modo de preparo:

 Bata as gemas + açucar + a manteiga ...............acrescentar o suco de limao, farinha e fermento, zestes do limao e bater mais..........ao lado bater as claras em neve..........misturar as claras em neve .
      Geralmente a gente mistura delicadamente mas como nao vai leite na receita e pouco suco de limao, fica meio complicado entao eu arrisquei e bati na batedeira mesmo e deu certo!

     Despejar a massa na forma de muffins , sao tres possibilidades

  •  Amantegar e farinhar as forminhas e por a massa direto;
  • Cortar quadrados de papel sulfurizado e colocar entre a forma e a massa;
  • Colocar em forminhas especiais pra cupcakes! (foi o que fiz)
 Como a massa é grande, da pra fazer 14 cupcakes grandinhos, geralmente enchemos a metade da forminha mas eu enchi um pouco mais!

 Forno pre aquecido à 180°,  20 minutos mais ou menos e esta pronto!
 Quando começar a cheirar forte e ficar douradinho por cima, é abrir e enfiar a faca! Cuidado pra nao colocarem a forma pra assar muito baixo senao os cupcakes ficam queimados no fundo!

      Ja pro Buttercream de limao eu fiz o seguinte:
  • 150 gramas de manteiga sem sal amolecida ( nao esquentar, deixar amolecer em temperatura ambiente!!)
  • 300 G de açucar confeiteiro
  • uma colherinha de café de vanille liquida (estrato de baunilha, serve um bastao de baunilha "raspado")
  • tres colheres de sopa de limao espremido
Bater a manteiga e açucar, acrescentar a vanille e suco de limao, dois minutos batendo vigorosamente num batedor eletrico e esta pronto!
    Como aqui em casa mamy é chocolatra, coloquei umas gotinhas de chocolate por cima so pra enganar!





Agora é partir pra comilança, ainda bem que com mamae e Lipe por aqui, nao vou comer oito a dez cupcakes sozinha!