terça-feira, 30 de março de 2010

Porque so consegui amamentar o terceiro filho????

Essa semana uma pessoa querida do meio virtual, depois de mais uma vez me ajudar dando dicas a uma amiga, me lembrou que fazendo um relato da minha experiencia e dificuldades, contando como consegui vencer barreiras e amamentar Alexandre, poderia ajudar outras pessoas.
  Essa amiga é a Andreia Mortensen, pessoa maravilhosa em varios sentidos que modera duas comunidades chave no orkut de dois assuntos importantissimos, sono e amamentaçao. Ela modera o GVA, Grupo virtual de amamentaçao, e modera tambem a Soluçoes para noites sem choro, pra quem nao teve oportunidade de conhecer ambas comunidades, valhe a pena uma passadinha por la, é um trabalho fantastico nao so dela como de outras participantes ativas onde rola muito apoio e informaçao. Foi nessas duas comunidades que aprendi muito e que hoje me permite a passar adiante esses conhecimentos e dicas!

 Fica aqui a dica:
  Soluçoes para noites sem choro: http://www.orkut.com/Main#Community?cmm=1122463

 Grupo virtual de amamentaçao; http://www.orkut.com/Main#Community?cmm=52101

 Enfim, aqui vai minha trilha por um dos caminhos mais complexos da maternidade mas tambem um dos mais gratificante e maravilhoso.

Ja aviso que o relato é longo, mas pra quem teve dificuldades com a amamentaçao ou esta tendo, acho que vale a pena tirar uns minutinhos.


Começo dizendo que a minha relaçao com o aleitamento era zero, sempre cresci no meio de crianças, tive um irmao no auge dos meus 15 anos mas ainda assim, nunca tinha presenciado alguem amamentar por bastante tempo, nunca tinha questionado o comportamento, nunca tinha visto como funcionava, nao tive exemplo a seguir, quem era exemplo na familia no quesito, o fez quando eu era muito nova pra tirar proveito.

La em casa, como em muitas familias brasileiras, a seduçao era pelas palavras "vitaminas e ferro", tudo tinha que ser o mais "forte" possivel, e assim eu cresci vendo meus primos mais novos e ate meu irmao tomando aquela mamadeira grossa com um quarto de fruta mais um pouco de neston.

O exemplo que eu poderia ter tido era com o meu irmao, mas a situaçao era bem complicada, Lipe foi um bebe de cinco kilos, mamae teve DPP ja na maternidade, o aleitamento nao era em livre demanda, ele ficava no berçario , era complementado por causa do tamanhao dele e vinha a cada duas horas tentar mamar. Como mamae tinha passado por uma cirurgia mamaria, a coisa complicou, a ponto d'eu sugar o seio dela e nao conseguir tirar uma gota de leite.

Entao ,falando de mim, eu vim pra França, casei nova com 19 anos e logo engravidei, nao tinha duvidas de que amamentaria, é o natural das coisas, nao? Mas na minha concepçao, a amamentaçao era algo automatico, era so por o bebe ali e pronto. Minha desinformaçao era tanta que eu nem sabia que o recomendado era exclusivo ate seis meses e amamentaçao por pelo menos dois anos, como iria saber?

Tive meu primeiro filho em novembro de 2004, Mathieu nasceu com 4KG, um bebezao pras estatisticas da maternidade, ele veio ao seio no primeiro minuto e pegava de forma errada, a enfermeira apertava tanto meu bico, parecia que ela estava lidando com uma boneca inflavel, me senti um verdadeiro objeto nas maos dela mas deixei pra la.

Ja no começo veio o terrorismo, um bebe desse tamanhao, se nao mamar logo pode ter hipoglicemia, tem que ter leite, mas ao mesmo tempo, a dica que recebi foi dar o seio de tres em tres horas e os dois seios, dez minutos a quinze cada um.....eu me perguntava que matematica era essa, como é que o bebe se adaptava a isso, mas sem experiencia segui, claro que na primeira noite, a unica que ele passou longe de mim, ele foi complementado, e ali foi o começo do fim!

Depois disso ele nao tinha mais paciencia pra pega, as enfermeiras de saco cheio, eu sem saber nada tentando por ele no seio, o colostro que era pouquissimo, e o complemento rolando, mas mesmo assim, eu tinha a esperança de que uma hora meu leite ia descer, COMO????? Como é que ele iria descer se o seio nao era estimulado?

Tive alta quatro dias depois, ele so ganhou peso por causa do complemento, obvio e sai de la com a receita de uma lata de leite. Durante o dia em casa eu pus ele no seio varias vezes, mas depois de algumas horas vendo ele chorar, fiquei com medo da noite e Chris comprou mamadeiras e a lata de leite, como pra ele a cultura do aleitamento nao é forte, ele me disse "Ju, nao fica triste nao, olha voce podera dormir a noite toda, assim eu fico com ele e dou o mama de tres em tres horas, voce podera amamentar durante o dia".....eu cansada , sem apoio e vendo o fracasso, pensei que seria mesmo a melhor soluçao, me dizia que pelo menos eu tentei, TENTEI???? Sera????

E assim foi, eu dormia a noite toda, Chris que dava as mamadeiras noturnas e durante o dia era mamadeiras com o seio de complemento. Em dois meses nao saia mais nada, nao posso dizer que ele desmamou pois na verdade, ele nunca mamou! Nao tive culpas, nao tive tristeza, mas ainda sonhava sim com esse momento.

Nessa época eu ja estava no orkut, fazia bem pouco tempo e ja tinha lido muito pouco antes de ter o Mathieu, tanto na questao do parto (tive um normal mas cheio de intervençoes) como na questao do aleitamento.

Com o tempo, fui lendo cada vez mais e me dando conta da série de erros que cometi, do quanto era desinformada e prometi a mim mesmo que com meu segundo bebe, a historia seria diferente.

Fim no ano de 2006 planejei um baby e no mês seguinte ja estava gravida, entrava no GVA (grupo virtual de amamentaçao) e devorava nao so artigos mas tambem relatos, pedi ajuda à Andreia e atravez dela, cheguei ao site da LLL, li tudo, decorei algumas passagens e pra combater o pessoal da maternidade que sao contra a livre demanda e nao querem trabalho, grifei com caneta todas as respostas e evidencias pra provar que o que eles falavam era errado.

Assim cheguei na maternidade, com meu historico da gestaçao em uma mao e a pastinha da amamentaçao em outra. Tive outro parto normal, dessa vez mais tranquilo, graças à informaçoes que tive atravez do orkut e a amamentaçao inicialmente pareceu dar resultados.Nasceu Ciça com 3.900KG. A palhaçada da hipoglicemia foi falada novamente mas nem dei bola.

Deixei claro que as enfermeiras estavam prohibidas de darem qualquer tipo de complemento, a cada intromissao, eu esfregava os textos da LLL na cara delas e dizia que sabia o que estava fazendo, uma delas foi genial, lutou demais comigo pra estabilizarmos a situaçao pois falta de sorte, Ciça teve ictericia forte e por isso dormia demais enquanto mamava.

Voltei pra casa mais do que feliz, minha filha so tinha tomado10ml de complemento na colher, mamava exclusivamente no meu seio e eu achava que tinha conseguido.

Dessa vez minha preocupaçao era outra, como conciliar amamentaçao com a casa e uma criança de tres anos? Meu filho estava em adaptaçao na escola, marido trabalhando demais mas eu tive a compania especial de uma prima, enquanto ela estava aqui, pude levar a amamentaçao, passava o dia todo com Ciça pendurada no seio, mas um problema se formou.

Ciça nao tinha ganho de peso, a pediatra ficava em cima de mim pois ela nao ganhava nada, eu dizia que era o metabolismo dela, nao, queria saber, quando ouvia a palavra complemento ficava com raiva. Ciça era muito chorona, hoje posso dizer que ela foi uma high need, mas tambem posso dizer que apesar de toda informaçao, a falta de apoio, de alguem que sabia de amamentaçao pra me ajudar ao vivo, colocou mais uma vez em xeque o aleitamento.

Eu na época cometia um erro fatal, alternava rapido demais os seios, fazia questao de dar os dois, e ao contrario do que imaginava, eu tinha muito leite, o que rolava é que Ciça nunca chegava ao leite gordo e é claro, nao ganhava peso.

Arrastei essa situaçao por dois meses e meio, meu marido ja estava me cobrando outra posiçao, dizia que Ciça tinha fome e que eu deveria complementar ao menos à noite, eu relutei demais mas no fim cedi, ele dava as mamadeiras enquanto eu chorava no banheiro, porque nao tinha conseguido?!!!!

Pedi ajuda ao GVA pois ja estava sozinha a me ocupar dos dois, tinha horarios complicados por causa da escola do Mathieu e nao estava dando conta, Andreia e Anna me sugeriram uma sonda de relactaçao, meu declic em ver que tinha um problema era a quantidade de xixi dela, quase nao fazia, eu tinha notado, achava estranho mas nem tinha ligado uma coisa à outra, eu estava disposta a tentar mas a minha situaçao era a seguinte, suburbio de Paris, transportes todos em greve, nao achava sonda nas farmacias proximas de casa, marido viajando e filho mais velho no terceiro dia comendo comida pronta e nuggets porque eu nao dava conta, pronto.......joguei a toalha e desisti, disse a mim mesma que tinha feito o melhor dentro das minhas possibilidades, e enfiei na cabeça que amamentaçao era troço pra la de complicado, foram uns quatro meses sem ler o GVA, pulava qualquer topico do tipo na Pediatria radical, fiquei muito triste e dessa vez, diferente da primeira, me senti sim culpada, nao sabia nem o porque, ja que estava persuadida de que tinha tentado, mas nao estava preparada pra esse fracasso.

Me lembro que quando Ciça tinha completado um mês esclusivo no peito, achei que tinha sido vitoriosa e que depois disso nada mais poderia acontecer, que eu ia conseguir.........o pior era ver o quanto ela tinha mudado depois de começar a tomar leite artificial, vi que o problema dela era fome!

Ciça foi crescendo, essa deprê em torno do tema foi passando e eu ja conseguia nao so ler topicos como tentar ajudar outras mulheres a nao fazerem as mesmas besteiras que fiz.

Foi um ano e pouco depois que me descobri gravida novamente, fiquei muito feliz, planejava o parto de forma diferente e tentava evitar o sujeito amamentaçao mas sabia que em algum momento deveria confrontar a realidade. Foi muito dificil ter esse fantasma me rondando durante toda a gestaçao, as perguntas eram muitas, sera que valia a pena tentar? Se nao dei conta com apenas um filho a mais pra cuidar, com certeza nao daria conta com dois a mais, sera que eu deveria me informar novamente? Pedir ajuda? E ao mesmo tempo sonhava com a amamentaçao exclusiva, chegava a sonhar com isso em certas noites, e assim a gestaçao foi passando.

Mas uma vez pedi ajuda à Deia que me lembrou bem a questao da livre demanda, e eu decidi encarar, mas dessa vez iria mais leve, se der deu, se nao dar, fiz o que pude, nao queria sofrer novamente. Meu marido acho que nao acreditava mais, nao falava nada pois sabia o quanto era importante pra mim mas sei que no fundo ele achava que eu nao iria conseguir.

Mais uma vez, um parto bacana, meu filhotao nasceu com 3.800kg, claro que veio diretamente ao peito e eu procurei ficar tranquila, aproveitar o momento pois dessa vez achava que nao teria forças pra lutar, que na primeira dificuldade, capaz de eu desistir logo, nada de matar tres leoes pra nao dar resultado, e ta ai.....a chave de tudo, TRANQUILIDADE, confiança em si mesmo, relaxamento, aproveitava cada mamada como se fosse a ultima, mais uma vez as enfermeiras falaram um monte de bobeiras so que com menos paciencia e uma lingua mais afiada, eu dizia que era o terceiro filho e faria o que quisesse.

Cheguei a levar bronca uma vez por ter deixado Alê no seio por mais de tres horas.......qual era o problema? Aproveitava pra ler, ver TV e deixava ele ali.

Outro ponto essencial, li muito sobre hiperlactaçao, leite gordo e descobri que ao ordenhar, a principio parece que nao tenho leite algum, mas na boca do bebe, sai à mangueiradas, e que alternando bem menos, ele poderia chegar facilmente ao leite gorduroso.

Na época de Ciça cheguei a comprar um tira leite manual da Avent e nunca tirei mais de 50ML, esse era um dos motivos que tambem me faziam acreditar de que eu nao tinha leite.

Descobri tambem que dava conta sim, ja na segunda semana fiquei sozinha com os tres, ja que marido estava viajando.......nada pertubador, Alex ficava super saciado pois eu deixava ele no peito o quanto bastasse, as vezes eram duas mamadas seguidas no mesmo seio pra so depois alternar, enquanto ele se contentava com um lado, eu nao mudava ele pro outro. Descobri que tranquila, ele ficava tranquilo e que eu tinha sim momentos curtos pra fazer comida pras crianças, pra dar banho neles, tomar o meu, enfim, como ele é diferente dos outros, nao so pela amamentaçao, mas pude ver claramente o quanto os dois processos, da mamadeira e do peito sao diferentes.

Antes eu dava a mamadeir e claro, o contato nao era o mesmo, o amor sim, mas confesso que aos 4 meses ao ver Ciça segurando praticamente sozinha a mamadeira, achei o maximo, hoje acho lamentavel......vejo o quanto perdi em questao de momentos com as crianças. Alexandre me cobra olhares e carinho enquanto mama, mas por outro lado, me faz carinho tambem, ele é o unico que nao chupa chupeta, dos tres, foi o primeiro a por a mao na boca e os dedinhos tambem desde cedo, claro.....os outros com o bico nao viam necessidade.

A cada mês eu tinha medo de ser o ultimo, li muito sobre os picos de crescimento, o quanto tudo isso poderia afetar o aleitamento, ja sabia que em alguns dias ele grudaria no seio praticamente 24horas e assim foi, nao sei como, mas dei conta, de deixar um apartamento organizado, lavar roupa de cinco, fazer comida quando marido nao estar em casa, dar banho e atençao aos outros.....hoje vejo que queria meus filhos segurando mamadeira o mais rapido possivel pra ir lavar louça, ora.....queria terminar o serviço da casa pra ficar com eles, mas nao é mais facil ficar logo com eles e terminar o serviço quando eles estiverem saciados da minha presença e assim me dar alguns minutos? Com Alex no seio, eu sentava no chao e brincava com os outros, jogava, montava LEGO, trem.....podia contar historias, tenho a impressao de que mal sentiram ciumes, ja quando Ciça nasceu, eu sem essa tranquilidade mal dava conta dos cuidados basicos com o Mathieu.

Hoje Alexandre esta com oito meses, nem digo qual foi o sentimento de ter conseguido seis meses de seio exclusivo, o quanto isso foi importante, marido que achava que amamentaçao e mamadeira era mesma coisa, hoje é fan do aleitamento e vê claramente as diferenças e pontos positivos, a praticidade em poder sair sem ter hora pra voltar, sem precisar carregar bolsao com leite, mamadeira e afins.....à noite, nao tenho mais que me levantar pra preparar mamadeira, ele sozinho se agara no meu seio e mama quando quer, nao tem mais pratico, fora que a carinha dele mamando enquanto dorme, nao tem preço! Receber carinho enquanto dou de mamar, é uma delicia!

Por enquanto nem penso em desmame, ta ai um processo que nem penso ainda, estou aproveitando demais o momento e ja da aperto no peito em saber que um dia vai ter fim.

Se eu pudesse aconselhar rapidamente quem esta em dificuldades, diria:



Primeiramente relaxe , nao adianta, nao da pra produzir nervosa;



Prioridade........ pra amamentaçao funcionar, os dois primeiros meses sao essenciais, o que sao dois meses em nossas vidas? Peçam ajuda pra serviçoes domesticos, se nao tiverem ajuda como eu nao tive, escolham UMA prioridade diaria, hoje é comida, amanha é a roupa, se der pra fazer mais, otimo, se nao der, deixe pra amanha;



Livre demanda sempre, pro leite descer, nao adianta, é bebe no seio colado o tempo todo, sempre leio das mamaes de primeira viagem que nao conseguem fazer nada, que se sentem escravas, presas, é por pouco tempo, é necessario, nao sera assim o tempo todo, na maternidade tudo tem momento, se respeitamos os momentos dos nossos bebes, logo eles pulam de etapa e respeitam o processo do desenvolvimento. Aproveitem esse tempo pra dormir, eu deitava com ele no seio e dormia a tarde toda, tambem aproveitei pra ler, orkutar, ver filmes, TV, falar ao telefone.......e ele ali, so mamando. A produçao depende da sucçao.



Na questao de peso, diria pra quem esta nessa luta do ganho, se possivel consultar um banco de leite, como aqui nao tenho, eu mesma tive que observar, me concentrar e entender como meu corpo funciona, descobri que metade de um dia quase num seio e metade em outro era o ideal, so tirava Alex de um peito quando ele começava a reclamar, ali via que nao saia mais grande coisa e era hora de mudar pro outro lado......enfim, bebe ganhando peso normalmente!



Se informem, infelizmente nem sempre a amamentaçao rola de maneira facil e saber como funciona o processo ja é meio caminho andado pra descobrir o funcionamento do nosso corpo;



Procurem ajuda, seja do banco de leite, de enfermeiras, se precisarem de uma mao pra ajudar na casa, nao hesitem, nem sempre a gente consegue dar conta de tudo e isso nao é nem de longe um fracasso, cada uma com seus limites, lembrem-se de que no momento, a prioridade é a amamentaçao;



Adiquiram um sling, um porta bebe, é de extrema ajuda, RNs gostam de colo e realmente o tempo que dedicamos a eles diariamente pode tranquilamente passar de 18 horas se colocarmos ai peito + colo, entao pra poderem fazer o minimo quando nao estao amamentando e quando eles nao querem ficar num berço, carrinho ou cama, coloquem seus babies amarradinhos e aproveitem, aqui descobri que é o unico intem indispensavel num enxoval, nao vivo sem os meus!



Todas nos podemos amamentar, o maior problema fica guardadinho ali, na nossa cabeça, se eu consegui amamentar somente o terceiro baby é porque alem de informaçao, faltava desbloquear muitos conceitos erroneos que a sociedade nos passa, na verdade, eu nao estava preparada, nao estava engajada de corpo e alma, descobri que um lado meu tinha medo, medo de virar prisioneira do bebe como eu lia em tantas comunidades, logo eu que sou super à favor da cama compartilhada por exemplo e ja confirmei por duas vezes que na hora certa, eles aprender a dormir sozinhos com segurança e sem precisar de mim, logo, com a amamentaçao é o mesmo processo, uma grande necesidade da minha atençao e aplicaçao no inicio, mas fazendo tudo direitinho, com o passar do tempo, as fases vao passando, o bebe se desenvolvendo, começando a se alimentar ate que um dia a amamentaçao acaba, de forma suave, sem estresse, sem problemas.

Espero que voces tenham tido paciencia de ler esse "mini livro" e que possam com base no meu relato se acharem no meio desse processo que se tornou tao complexo pra nossa sociedade, que voces possam amamentar de forma prazeirosa e tenham sucesso, assim como tive no terceiro filho, que possam realizar um processo de auto conhecimento descobrindo o funcionamento de seus corpos, vencendo medos e conceitos!
Voila, Alexandre essa semana mamando no parque, oito meses de aleitamento prazeiroso!

domingo, 28 de março de 2010

Slings - quando a desinformaçao traz o panico!

Essa semana me chamou muita  atençao varias materias sobre o Recall que rolou nos USA sobre carregadores do tipo baby bag que nada tem a ver com o sling.
 O que mais tem pelo orkut afora sao sites seguros com dicas e ensinando nao so posiçoes mas falando sobre a segurança do produto, qualquer coisa mal utilizada pode trazer danos e um sling nao é diferente, mas o que nao gostei foi que ja tive relatos essa semana de mulheres que ouviram desparates na rua por carregarem seus filhos em um como se estivessem prejudicando ou pondo em risco seus bebes, o que nao é o caso.
 Demoramos tanto pra desmitificar o Sling e faze-lo ser aceito na sociedade que da tristeza ver o que uma materia mal feita e informaçoes incompletas podem fazer!

  O que a maioria das materias nao disseram é que o recall e problema é com UM so modelo de carregador e que esse modelo ja de cara corta a principal caracteristica do sling, a questao de ser ergonomico.
  Como inaugurei o blog falando sobre eles, achei bacana voltar aqui pra esclarecer essa pequena confusao que rolou na midia e acalmar mamaes que por ventura estejam com medo de usarem seus slings.
  A maioria das informaçoes que postarei aqui é de gente séria e é claro que vou aproveitar e postar a fonte para maiores informaçoes.
 A Materia do Globo que nao deu detalhes e nao diferenciou os produtos foi essa aqui: http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL1542549-9356,00-EUA+FAZEM+RECALL+DE+MAIS+DE+MILHAO+DE+CARREGADORES+DE+BEBE.html  e o preocupante foi essa frase aqui "A agência fez um apelo aos pais para que parem imediatamente de usar os carregadores para bebês com menos de quatro meses de idade."   Que fique claro, o apelo é dirigido à pais que usam esse tipo de carregador aqui:


O que tem que ficar em C é a coluna do bebe, nao o corpo inteiro incluindo a cabecinha, nessas duas fotos vemos bem que alem de nao ser ergonomico, o que nao é legal pra coluna do bebe, na primeira foto vemos que o carregador esta baixo demais, e nao na altura correta, e vemos tambem a posiçao que contribui para o sufocamento  , façam um teste voces mesmo, colem o queixo no peito e tentem respirar........e ai, viu a dificuldade? Pois é, é isso que devemos evitar, os bebes quando  nessa posiçao e com a respiraçao dificultada, podem vir a obito . Mas olhemos essa foto aqui:

Viram a diferença? O bebe esta mais alto e mais proximo à mae, a cabecinha dele apoiada e vemos claramente que o queixo nao esta comprimido colado no peito.

Enfim, nao tem motivo pra panico, é se informar e continuar usando, os beneficios do sling e afins ja é provado ha muito tempo, seja pelos povos primitivos ou pela tecnologia atual, o que ferra tudo é quando tentam modernizar algo simples que nao precisa de "relooking", se eles fossem tao perigosos, nao seriam recomendados nos hospitais amigos da criança onde nas UTIs neo rola o projeto mae-canguru!
Vou deixar aqui  fontes seguras de pesquisa, desde o topico na Pediatria radical no orkut onde tem tudo explicadinho a um site maravilhoso com informaçao mais do que mastigada!



 Eu continuo usando o meu, so que Alex no auge dos seus oito meses, ja fica sentadinho nas ancas!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Nao tem samba mas tem carnaval!

Material na Bricorama pra fazer a fantasia.......30€
Ingredientes pra mamae fazer o bolo da festa...11€
Contribuiçao semestral para a coperativa da escola ....25€





Ver seu filho arrasando no carnaval da escola fantasiado de BOLO, nao tem preço!!!!!!!!!!
 


   Quando o tema da festa desse ano chegou, eu na hora me afobei....gourmandise, affe, dificil demais!
Gourmandise é algo como guloseimas, eu nao queria que Mathieu fosse com pirulitos e balas presos na roupa, queimei muito a cabeça ate que pedi ajuda ao Chris, quando disse o tema ele soltou o habitual....é facil Ju....eu fiquei reticente, nao que duvide da criatividade e talento do Chris, ja que no carnaval do ano retrasado ele provou seu talento, mas é que o tema realmente é sinistro.
No primeiro carnaval do Mat, o tema foi Natureza , claro que tambem achei complicado e Chris resolveu a coisa fantasiando Mathieu de champignon, ele foi  a atraçao da festa e recebemos cumprimentos do inicio ao fim, alias, inicialmente eu estava ate com vergonha de tanto destaque, pra quem nao se lembra, olha Mathieu de champignon ai:

Entao, Chris ja naquela época deu show de criatividade e Mathieu adorou, mas dessa vez tudo foi diferente, ele entende melhor a festividade e se empolgou demais quando soube da fantasia.
Chris começou caçando aqui em casa um lençol claro que nao servia mais, achei um sem elastico e liberei, foi na Brico, se equipou e passou mais de seis noites ali.....pintar no escuro é complicado, fora as improvisaçoes.
A cada etapa aparecia um probleminha, mas no fim ele sempre achava a soluçao, pintou, costurou, confeccionou os morangos, improvisou o chapeu de cozinheiro  e o resultado foi exelente.
 Mathieu nao escondia a alegria a cada teste  com a fantasia. Diz Chris que quando chegou na escola, a prof dele veio logo perguntar quem tinha feito e como tinha sido feito. Engraçado que Chris hoje trabalhou, antes e ainda pouco saiu avoado pra terminar o trabalho, de inicio os colegas insistindo pra ele dar uma mao acharam que era so desculpa, ate que viram as fotos do "bolo" que ele fez.

O bolo ainda inacabado.

Mesa zoniada e Chris confeccionando os morangos.

Morango de isopor e crepom!

Parte do morango pintado no tecido.

Cacho de uvas tambem pintado no tecido!

  Fantasia pronta, bolo que mamae fez igualmente pronto (esse nem deu tempo de bater foto, mas ao contrario do bolo do Chris, o meu foi bem "gourmande", todo em chocolate!) , foi a vez de Chris correr pra conciliar trabalho e festa escolar, é.......vida de pai nao é mole!
 As quatro Chris veio buscar a fantasia e levar à escola pra fantasiar Mathieu, eles vieram em parada com a turma pelas ruas ate o salao de festa que é aqui, em frente de casa, onde Ciça, Alex e eu os encontramos.
 Ciça tambem foi fantasiada, fora do tema mais foi......nao ficou linda?

Eles se acabaram em todos os sentidos, pularam, correram muito e Ciça ai com o pirulitao na mao nao me deixa mentir, cairam nas balas! Ciça inicialmente estava timida, nao queria dançar, no final quando rolava a pausa rapidissima entre uma musica e outra, ela gritava comigo triste que a "dança tinha acabado".......Mathieu so corria, parecia um foguete com o cabelinho arrepiado voando e o suor escorrendo na testa, bochechas vermelhas......comeu bolo, tomou coca, suco, se encheu de balas, foi pé na jaca total!
Dançou com a profa dele  a musica do pé de cacau que eles ensaiaram a semana toda;

Conseguiu uma foto com dois de seus tres melhores amigos, ja que o Shinzu nao quis saber de flash;


Os dois da ponta nao conheço, sao de classes vizinhas, ja no meio vem Mathieu, Jorian (o famoso Jojo) e Djibril......

Olha o charme da criançada.....um mais fofo que o outro!

Ciça tambem tirou foto com as amigas, que alem de conhecer da escola, sao antigas amiguinhas de parque;

Aqui com a caçulinha Faike.......

Com Fatou devorando o segundo pirulito......olha a tia Priscila ai me puxando as orelhas!!!!!

Na volta pra casa, meu "bolo fofo" nao se esqueceu que hoje é sexta feira, dia de crepe na feira......mesmo empazinado, comeu o crepe semanal dele! Esse é o verdadeiro gourmand!Fiz um video de Ciça dançando mas ainda nao pus no youtube, o resto das fotos estarao no meu orkut! Foram uma semana e meia de correria dormindo as duas, tres da matina mas valeu a pena, os tres se divertiram demais, ja que Alex adorou a algazarra das crianças, e nao é que  papai e mamae tambem.......ja estou imaginando ano que vem onde nao sera uma so fantasia mas DUAS, ja que Ciça estara na escola e tera seu primeiro carnaval!

domingo, 21 de março de 2010

Rotina, uma necessidade infantil!

Quando me casei com Chris, minha rotina no Brasil nao vou dizer que era zero, ja que eu tinha a faculdade e a tarefa de levar meu irmao de manha na creche, mas era bem mais light. Eu tinha horror daquela coisa de "todo dia ela faz tudo sempre igual....", dizia a mim mesma que nunca cairia nessa armadilha, ainda mais por ter tido exemplos perto de pessoas que praticamente nao viviam pra manter uma rotina pesada.

 Quando cheguei aqui na França, a ultima coisa que tive na vida foi rotina, com os horarios de trabalho do Chris, a gente vivia praticamente à margem, dormiamos quando a maioria esta trabalhando, jogavamos play quando a maioria ja estava dormindo, nao tinhamos horarios pra refeiçoes, tudo era feito quando tinhamos vontade, eramos so nos dois.

Quando Mathieu chegou, eu nao instalei rotina, ele como um super baby easy going, nem sentiu falta, com medo de me aprisionar, eu fazia ele dormir tarde, assim era contato garantido com Chris e tambem pelo motivo que ele acordar meio dia nos ajudava bastante, e assim passamos um ano e meio, ele nao tinha problemas de sono, nem pra se alimentar, topava tudo e sempre de bom humor.

Quando inscrevi Mathieu na escola, foi com um peso nas costas pois sabia que essa moleza iria acabar, o que eu nao sabia ainda é que ela iria acabar por vontade minha!

A madrinha da Ciça, Solene, sempre me disse que eu era boba, que colocando as crianças pra dormir as oito em ponto, depois eu teria a noite toda pra fazer o que quisesse, eu retrucava que de todo jeito eu tinha, pois no outro dia enquanto ela acordava as sete pra trabalhar, eu ficaria na cama com Mathieu ate meio dia, mas com a entrada dele na escola e a chegada de Ciça, compreendi que sem rotina a gente nao vive!

O declic rolou quando Chris partiu no inverno em tournee, passei algumas semanas sozinha e aos poucos a rotina se instalou sozinha, acordavamos super cedo pra levar Mathieu na escola, ia buscar pra almoçar em casa, levava novamente, siesta da Ciça que muita das vezes era curta pelo horario escolar do Mat, ia buscar Mathieu e quando ele chegava em casa, se eu nao desse janta as seis e banho as sete, ele dormia direto no sofa sem comer e sem se lavar. Esse foi o primeiro motivo.
 Depois de uma semana, reparei que fazendo todos os dias praticamente o mesmo, Ciça que era uma high need se ajustou melhor, e oito e meia ambos estavam na cama dormindo.......esta certo que inicialmente eu ficava me sentindo sò com meus pimpolhos dormindo, tinha vontade ate de acorda-los so pra ter o que fazer, mas descobri que com esse tempo disponivel ficava muito mais facil de ficar no computador, ligar pro Brasil, vi telefilmes, aluguei outros......e eis que um dia Chris chega as nove e meia e descobre o silencio......"Juuuuu,  cade as crianças???? ...................ué, estao dormindo doce........Ja????? Nao vao acordar nao? Nao....agora vao ate as sete e quinze! Ele nem acreditou !
   Outra batalha se fez presente, quando estou sozinha, instauro a rotina numa boa, quando papai esta em casa, Mathieu aproveita o pretexto saudades pra ir dormir um pouco mais tarde.....hoje ja nao destroi a rotina dele mas no inicio era complicado, eu passava duas semanas pondo eles no ponto pra em tres dias Chris acabar com tudo, ate que ele tambem percebeu a importancia da rotina depois da professora reclamar que Mathieu durante a tarde (escola aqui é integral) estava sonolento e as vezes dormia no canto da sala!
  Nao deixo de ir jantar na casa de alguem, ir numa festa, nada disso, mas estando em casa, eles tem horarios sim......a facilidade é que bébés e crianças aprendem por repetiçao, se voce faz a mesma coisa todos os dias, depois de um certo tempo é automatico.
 Tambem percebi que com um so filho é possivel viver sem rotina mas com dois nao, eu precisava dos horarios regrados pra me organizar na limpeza da casa, no almoço e janta das crianças, nos banhos, enfim, pra poder fazer tudo na tranquilidade.
 Hoje com tres, nao vivo mais sem ela.
Alias, em todos os livros no mercado sobre sono dos babies, um ponto em comum em todos eles, seja do metodo do choro (que eu NAO concordo ) ou de outros, como o da Elisabeth Pantley, todos eles pregam a rotina, acima de tudo aquele ritual antes da hora de dormir. Tirando a parte benéfica no desenvolvimento deles, ja que a rotina permite um sono mais ajustado onde a criança dorme  a quantidade de horas em média pra idade.
  Ciça nesse inicio de ano esta na fase de transiçao onde nao quer mais dormir à tarde, ja sei que ao entrar na escola em setembro, esse soninho vai voltar.....a rotina vai mudar!
 Alias, aqui temos rotinas diferentes a cada estaçao hehehehe, no inverno é sempre aquela mesma coisa, saimos pra escola, caminhadas curtas, mercado no fim do dia e saidas nos fins de semana, ja na primavera começamos com o parque diariamente apos as aulas, mesmo que seja quinze minutinhos, fora o parque dos finais de semana.....ja no verao é uma delicia, é a tarde toda no parque, banho, barriga cheia e cama! Como o sol se poe bem tarde, eles dormem mais tarde.....dificil ir dormir as oito e meia com o sol à pino la fora!
Ja no outono se demos sorte, ao menos no inicio da pra ir ao parque na saida da escola, mas como geralmente chove muito, a rotina é bem parecida com a de inverno.....
  Enfim, esta ai o depoimento de quem um dia disse NUNCA e que no fim aprendeu a NUNCA mais usar essa palavra, ja que hoje, depois de muitos anos de moleza, sou totalmente adepta da rotina e recomendo! bjos
MAthieu e Ciça no soninho depois de se rabiscarem todo..... primavera  de 2008!

sábado, 13 de março de 2010

Colo vicia??? Dar ou nao dar?????


Toda vez que leio uma mae que esta apenas a duas semanas com um bébé em casa, o que me é passado instantaneamente é essa angustia do colo, como se ver livre de algo que ate entao, muitas pessoas nao sabe que nao so é benéfico mas tambem é peça fundamental no desenvolvimento de um bébé.

 Hoje em dia criou se uma moda onde a palavra chave em qualquer pedagogia infantil que queira ser bem aceita pela maioria prega a idependencia, ora.....fico aqui a me perguntar como alguem pode ser estupido a ponto de pensar que uma criança ou um bébé possa ser idependente, NAO, eles nao sao e so serao quando tocarem a idade adolescente.....ate la amizade, é muito, mas muito chao!
  Eu substituiria essa "idependencia" por autonomia, sim, é possivel e muito bom criar filhos dentro de um quadro onde eles tenham autonomia, onde de acordo com sua capacidade fisica e cognitiva, ele esteja pronto pra tais tarefas.....como uma criança que começa desde cedo  a trainar pra comer sozinho, aqui em casa com um ano eles ja começam a se aventurar sozinhos, muita sujeira? Sim, mas faz parte....com dois anos sao capazes de comer sozinhos! Isso é autonomia, mas nao quer dizer que nao precise de supervisao, nao da pra educar de longe, é de perto e sim, isso cansa!

 Voltando ao colo, essa é a reclamaçao numero um, quantas vezes nao leio "Mas caramba, eu nao consigo nem tomar banho! Nao consigo fazer mais nada........ontem so comi um sanduiche...".......é isso ai amiga, bem vinda à maternidade, mas nada precisa ser esse calvario pintado de negro, nao nao....tem soluçao? Claro,  a aceitaçao da situaçao é o primeiro passo e o segundo é entender o porque isso acontece!

    Imagine voce acostumada a viajar sempre assim:

 Primeira classe, conforto, nove meses viajando nesse esquema confortavel, com direito a champagne e fois gras e de um dia pro outro, sem nem te avisar eles te colocam pra viajar assim:

E pelo mesmo preço, camarada....so que sem nem uma garrafinha de agua suja pra beber, e ai, nao vai reclamar?????? Sem essa né!

 Pois é, com os bébés a situaçao é a mesma, nove meses no conforto pra de uma hora pra outra se confrontarem a um mundo estranho e ainda serem colocados num local onde pra eles nao apresenta conforto algum.

 Porque eles gostam tanto de colo? Simples, porque tem o cheiro da mae, esse é o unico local que oferece segurança e bem estar, é o que ajuda o bébé a engrenar numa boa amamentaçao, é o que constroi a ligaçao entre mae e filho, permite um contato tao acirrado que ensina a mae à observar e aprender aos poucos tudo sobre o seu baby, saber porque chora, porque se sente desconfortavel......é isso!
Fora que na questao fisica é otimo, eles fortalecem a musculatura , quando passam bastante tempo no colo em pé, fortalecem o pescocinho, tudo de maneira natural....coisas que quando ficam deitado nao ocorrem!

Quando eu via aqueles documentarios sobre sociedades que vivem de forma mais rustica, sempre me perguntava abismada porque aquelas crianças no doc nao choravam, como é que viviam em meio tao perigoso e nao se machucavam, simples, seu primeiro ano de vida é amarrado em suas maes, eles adiquirem confiança necessaria pra construirem sua autonomia dentro do tempo certo e observando, sempre junto aos adultos, aprendem a viver nesse meio hostil.

 Agora voltando à nossa sociedade, vamos a soluçoes pra melhorar esse confronto.
Quando eu tive Mathieu, tive instintivamente vontade de tê-lo no colo ao tempo todo, sem familia por perto pra vir com aquele papo de que colo acostuma mal (sorry, mas é verdade hahaha) eu pude fazer como queria e ficava com ele o tempo todo, mas sim, tinha momentos em que sozinha eu queria um banho, comer algo que fosse mais elaborado que uma mandarina ou uma salada e reparei que existem regrinhas que melhoram e muito essa situaçao.
A primeira é dormir sempre junto com o bébé, ele desmaiou? Aproveite..........porque? Porque voce cansada nao vai conseguir fazer nada e bébé cansado é = a bébé chorando......logo, se ele precisa de dormir ao seu lado pra ter o sono restaurador, aproveite, va pra cama com ele e caia no sono.....uma vez ele acordado, ele podera sim passar ao menos cinco minutos deitadinho num bercinho ou transat sem te solicitar, e acredite, isso é MUITO tempo!

  Outra, bébés precisam de ter seu sono respeitado, eu desaconselho totalmente aquele entrave de dormiu, poe no berço, bebe acorda, a mae tenta faze-lo dormir, ele dorme, poe no berço, ele acorda.......NAOOOOOOOOO, ninguem merece isso, nem voce e nem o bebe!
Voce porque fora a passar horas nessa expectativa dele dormir ja gastou toda a sua energia ai, e ele porque nao conseguiu fazer nem um ciclo de sono inteiro, ai no fim do dia, da-lhe choradeira.....isso nao funciona, nem tente, nao funciona!
O que fazer???? Se ele dormiu no colo voce tem duas primeiras opçoes que sao as melhores, ir coloca-lo na cama contigo e dormir junto, ou entao deixar ele dormir o quanto quiser no seu colo.....éééééé, aproveite querida, fique à toa , vai ler um livro, ver TV, bater papo no telefone, relaxar ou simplismente dormir!
A louça esta na pia? E dai? Vai adiantar ficar num estresse doido pra no fim nao consguir lavar a porcaria da louça? NAOOOOO, maes de bebes tem que poupar energia, estresse ZERO! Separe apenas UMA prioridade domestica pra fazer por dia, nao mais que isso, o resto é complemento, se der ...deu, se nao der, beleza!

Mas, voce ja sacou como fazer ele dormir, ja observou que ele chora ao ser colocado no berço e esta muito afim daquele banho, sim.....tem soluçao!!!!! O famoso charutinho do Dr Karp, e nao, nao venha com historia de calor, é so por o baby de fralda, tecido leve de algodao e local arejado, babies gostam de locais quentinho.....ele saiu de um oras!

Nesse video aqui, Dr Karp da a dica pra acalmar o baby e ensina a enrola-lo......alias, recomendo de muitao o livro dele (o bébé mais feliz do pedaço), ele explica tintin por tintin a questao da colica nos recem nascidos, que em certas culturas a palavra colica nem existe pois por razoes que ja escrevi ali em cima, esses bébés nao tem colica!




Enfim, uma vez enroladinho, o bébé tem a impressao de ainda estar no utero , de ainda estar  num local conhecido e consegue ficar no berço pra tirar uma soneca, lembrando que se essa soneca for curta, se o bebe acordar chorando, tente estica-la.....ja com colinho ou deitando junto com ele.

 Agora pra mostrar a situaçao na pratica,  vou deixar aqui o exemplo da Ciça!
Fernandinha estava aqui no nascimento dela e foi prova de que Ciça era um dos famosos bébés high need, ela tinha muita necessidade de ser embalada e do contato corpo a corpo, eu com medo de nao dar conta, lutava sim contra o colo, li Dr Karp, aplicava suas tecnicas mas ainda era regida pelo medo, e se ela viciar? Como fazer pra me libertar???? Como cuidar da casa, do Mathieu, de mim???? Eu percebi que quanto mais lutava contra a situaçao, mais ficava cansada e mais Ciça ficava chorona entao providenciei um sling e assim foi, um ano e pouco com ela agarrada....aos poucos fui colocando ela no transat, eram dez minutos diarios, conversava muito com ela quando ela estava ali.....fui mostrando o quanto era prazeiroso brincar, que ficar no chao poderia ser bacana, mas uma vez cansada era colo....aprendi a fazer TUDO com ela no colo, so nao podia tomar banho e por comida no fogo, mas ate o preparo da comida era feito aos poucos, dez minutos de colo, colocava ela na cadeirinha e eram cinco minutos livres, mais dez de colinho despretencioso, e vamos aos cinco minutos de serviço ......assim o dia ia passando e eu dava conta de tudo.

 Com Alex a coisa foi diferente, eu ja tinha pasado pela experiencia duas vezes e ja estava tranquila, nao tinha mais esse medo de ser aprisionada entao tudo fluiu muito bem.
 Me lembro de inumeras vezes mamae vê-lo na web cam e me dizer pra por ele na cama, ja que estava dormindo, pra que????? Tao gostoso ficar com ele no colo, eu so deixava ele no transat quando ia lavar os outros, fazer comida, lavar louça, cuidar rapidamente da roupa, mas ele ganhava tanto colo que nao se incomodava de ficar alguns minutos ao meu lado ouvindo minha voz.....ate hoje eu dou muito colo, ele ja prefere o chao, ja esta rampando, mas quando cansa, é colinho......Ciça, minha ex viciada, hoje ja me diz nao quando encho o saco por um beijo......entao eu afirmo depois de tres babies que o melhor nessa fase é aproveitar, com tranquilidade e aos pouquinhos, a gente adquire a manha pra fazer tudo, nao tem necessidade de se estressar, é descansar, esse é um tempo que nao  voltara jamais, é peça importantissima na construçao emocional e neurologica da criança, se sentir segura faz parte de um desenvolvimento saudavel, acho uma pena que tao poucas maes aproveitam e se lembrem dessa passagem do bébé como se fosse ruim.
  Hoje temos inumeras pesquisas que mostram que bebes quando nao acalentados, quando nao tem esse toque com um cuidador que seja, adiquire depressao e se deixam morrer......uma criança bem moldada emocionalmente nos seus primeiros meses de vida, se transforma numa criança segura e autonoma, quanto mais suprida, menos ela demandara no futuro......colo é investimento!

E ai, ainda vai passar horas no combate se cansando à toa e se negando à força da natureza????? Espero que nao!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Dormir??? So de barriguinha pra cima!!!

Quando tive Mathieu, essa foi uma das duvidas a qual confrontei e fui pela minha logica, como colocar o bébé na cama pra dormir? Qual a posiçao mais segura??
  Na minha cabeça, o mais acertado seria de lado, assim em caso de regurgitaçao, o bebe nao se sufocaria MAS na na ni na nao, a posiçao recomendada em grande campanha pela OMS e pela pastoral da criança é de barriguinha pra cima.
 Eu demorei pra aceitar, perguntei varias vezes no mundo virtual e a pediatras e parece que sim, babies inteligentes como sao, tem um mecanismo simples onde quando regurgitam, o liquido sai pelos cantinhos da boca.....e porque nao por de lado?  SE for com algo segurando o bebe, até passa, mas o perigo é o bebe cair em posiçao de bruços e se sufocar.
  Bébés novinhos nao tem defesa, nao mexem ainda a cabeça pra desviar do que quer que seja, se aquela posiçao o sufoca, talvez ele nem chore e fique ali, ate se perder de vez entao é muito, mas muito perigoso berço ou cama cheio de cobertores, almofadas, ursinhos, qualquer coisa que atrapalhe a circulaçao do ar ali dentro e que atrapalhe o bébé .
   A posiçao barriga pra cima tambem é uma grande aliada contra a morte subita infantil, que ainda nao tem grandes explicaçoes mas que sabemos que a falta de circulaçao do ar corretamente pode ser um dos fatores. Atençao aos protetores de berço que cobrem o berço por inteiro e sao muito grossos!!
   Entao, como colocava os meus pra dormir? Enroladinhos no charutinho de barriguinha pra cima ou entao com um "cale-bébé" prendendo eles na posiçao de lado mas de forma que o rosto ficasse quase que pra cima, a posiçao de lado era mais pela questao da posiçao fetal......mas livre circulaçao no rostinho deles!
  Aqui vai o material da nossa campanha nacional!!

terça-feira, 9 de março de 2010

Batizado 2

   Quase um mês depois........eu sempre fui reconhecida por isso, mamae as vezes pedia fotos do Mathieu e eu demorava tanto a enviar que ela me dizia que veria o menino no auge dos seus seis meses na sua festa de 15 anos, é aquela coisa de amanha eu faço e no fim das contas esse amanha nunca chega, pois é....mas tambem tivemos varios contratempos, enfim, agora sim vou deixar aqui tintin por tintin o que rolou na cerimonia e como foi nos minimos detalhes!

      A cerimonia estava marcada pra 16:30 do sabado, dia 6 de fevereiro........eu nao arrumei praticamente nada, fora a escolha do que seria falado, Sophie dessa vez se ocupou de tudo, as minhas cunhadas ajudaram a organizar a sala dela e deixar tudo prontinho.

 Claro que saimos daqui de Villiers em cima da hora, apesar de começarmos a nos arrumar cedo, à cinco, ou melhor, à sete, fica complicado sair na hora.....mas nada disso era preocupaçao, a igreja era nossa, Sophie tinha as chaves e total controle, o diacono e seu amigo que vieram realizar a cerimonia tambem estavam à nossa disposiçao entao nada de pânico!
  Chegamos praticamente no horario acertado na casa da Sophie, que é pertinho da igreja para deixarmos algumas coisas na casa dela e partimos pra cerimonia, chegando na porta ja nos esperavam a familia Gautier , ou seja, padrinhos da Ciça, os dois diaconos e meu sogro.
   Logo em seguida chegaram Sophie com Marianne, Virginie e Ines....so faltava mamae que estava com a Karen e o Xavier, padrinhos do Alexandre.....mesmo assim o atraso deles foi minimo, foi o tempo de eu entrar na igreja, sentar, amamentar um pouco pra elas chegarem correndo.

   Assim começamos a celebraçao, normalmente aqui eles começam do lado de fora da igreja, perguntando aos pais o que eles desejam com esse batismo, e se eles desejam esse comprometimento com a fé catolica. Sao duas a tres perguntinhas feitas aos pais e padrinhos antes de entrar na igreja, mas com o frio que estava fazendo, nos fomos so ate a entrada.
    Claro que minha resposta foi a fé, nao me importo com o caminho religioso em que meus filhos vao trilhar apesar de deixar clara a minha preferencia ao espiritismo, mas se tem algo que nao quero que falte na vidinha deles é a fé....depois de respondida as questoes, Ines com Virginie  e Paolina distribuiram os livrinhos que Sophie fez para seguirmos a cerimonia.
  Fomos nos instalar nos primeiros bancos e Frere Jean começou a falar, o mais bacana é que o discurso dele foi algo totalmente diferente, ele falou da alegria de estar celebrando o batismo dos filhos do seu melhor amigo de infancia, relembrou dos tempos em que eles andavam sempre juntos, da maneira especial em que Deus fez esse reencontro, e algo que achei legal é que tinha momentos em que ele falava de Deus mas de maneira que nao incomodasse nem quem é ateu, o discurso foi amplo, bonito, cheio de ensinamentos. 
   Chris que nao é nada religioso gostou muito, alias, faz toda a diferença esse envolvimento e confiança em quem ira celebrar, realmente foi uma cerimonia so nossa .
     O diacono convidado amigo dele, Clemence Maria tambem falou umas poucas palavras e começamos com o primeiro canto.
   Lembram que falei que iria rir muito com os Aleluias do tal canto? Pois é, na na ni na nao, Sophie deu o sinal  no teclado, eles começaram a cantar e eu fui atras, cantei junto na maior, Chris de inicio olhou tentando rir mas ate ele cantou!
   Pausa pra falar das crianças, claro! Alexandre, um lord como sempre, Ciça intrigadissima, quietinha observando tudo e todos, Paolina e Luisa tambem ficaram observando e tentando participar, Mathieu estava com cobrinha na roupa, nao parava de se mexer, tipo eu na infancia hahahaha, e pra completar tinha Ines, minha sobrinha com apenas dois aninhos estava fogo puro e ela e Mathieu fecha uma otima parceria, ela doida pra aloprar e ele tambem, eu so ouvia ele perguntar ao Chris se podia ir vê-la hahahaha!
   Enfim, rolaram alguns cantos, umas duas leituras breve e fomos ao fundo da igreja onde tem a pia batismal, esse momento foi lindo demais, nem vou dizer que me emocionei varias vezes e os outros presentes tambem, Frere Jean fez a apresentaçao dos padrinhos, eu peguei Alex, Chris Ciça, ela foi envolta pelo xale fofo que Sophie fez, branquinho e macio (tipo o casaquinho da Lotta no charlie e Lola hahahaha) e foi o momento da consagraçao, da agua na testa, nao choraram nao.......depois os padrinhos confirmam sua responsabilidade e
acendem a vela juntos.

  Voltamos ao seio da igreja onde cantamos, fizemos a oraçao à virgem Maria que foi linda demais....todos nos voltados à ela na igreja, Frere jean finalizou e ai começamos à assinar os livros, nossa, quanta assinatura.....nao acabava nunca hahaha, era tipo Silvio Santos no auditorio, voce vem pra ca, voce vai pra la, pra ca, pra la por favor.......e as crianças aproveitaram esse momento pra subirem ao tablado no altar e brincarem muito, foi uma pulaçao! E a cerimonia chegou ao fim, com as crianças felizes brincando e perguntando quando é que passariamos ao "gouter" hahahaha, ou seja, essas sao minhas sobrinhs querendo saber do lanchinho, claroooooo!



   Ahh, duas passagens interessantes do Mathieu, no meio da cerimonia, ouvindo atenciosamente Frere Jean, ele perguntou ao Chris porque ele era "assim".......Mathieu ficou impressionado com a roupa dele que vamos combinar, parece que o cara saiu do Assassins Creed direto da TV, e a maneira ao mesmo tempo simples demais, magnetica......Chris nao soube responder e ficou na dele ate a proxima questao.....pai? Oi Mathieu.........Quem é o rei?  Hahahahahha essa foi a interpretaçao que ele deu a Deus, so que ele queria dar um oi....abstrato nao da né!


     As crianças ganharam cada um um cordao de ouro da Sophie, e Ciça como toda menininha, ganhou da madrinha cordao e pulseirinha....essa é insh alah, ela tem é ouro!
    Fechamos a igreja e partimos dali pra casa da Sophie, que estava prontinha para nos receber.
 A mesa estava linda, Marie Helene mandou uma braçada de flores que ficou perfeita na decoraçao, tudo simples mas muito aconchegante (Alô Nandoca??!!).
   Sophie preparou com ajuda das minhas cunhadas varias coisinhas pra beliscar e Karen levou coxinhas e kibe, gente....que delicia!!! Os diaconos se acabaram na coxinha, nao queriam saber de outra coisa, sucesso absoluto hahahaha! Tudo estava delicioso....as crianças se acabaram de brincar, Mathieu e Ines na correria, Ciça, Luisa e Paolina mais reservadas brincando juntas.
   Conversamos bastante, rimos demais pois mamae e Karen juntas é riso garantido, fofoquei bastante com Solene ja que nao nos viamos fazia uns dois meses e comi muito pra variar!
  Lipao ficou responsavel pelos clics, como é bom ter alguem se preocupando com as fotos hahaha, fiquei de boa aproveitando, alias, eu nao fiz NADA, fui de convidada!
   Sophie completou o menu com um bom rosbife.....meus carnivoros adoraram , estava realmente delicioso!
   Enfim, chegou a hora do parabens.....parabens? é......Ines completou dois aninhos no dia 4 entao celebramos tambem seu aniverssario, Sophie fez uma "piece montee", é o bolo tradicional deles aqui pra festas, sao bombas macias com creme de baunilia dentro coladas por um caramelo feito em casa, ficou uma graça! Teve tambem o famoso bolo dela de cholocate, nozes e laranja confeitada.....adoro!
   No fim, saimos de la bem tarde, as crianças brincaram muito, nos nos divertimos bastante, foi otimo!

 Foi tudo tao legal que ja estou aqui, com a cabeça cheia de ideias hahahahaha......

sábado, 6 de março de 2010

Lei do acompanhante....é direito nosso nao parir sozinha!!

Como a varicela me pegou feio e estou devendo varios posts, vim aqui somente colar o release da Parto do  Principio pra divulgar essa açao ....muitas gente nem sabe que aquela barrada do pai na porta da sala de parto é contra a lei, enfim, leiam e se puderem participem!!! bjos









Direito ao acompanhante no parto:










Mulheres denunciam ao Ministério Público descumprimento da lei
A rede de mulheres Parto do Princípio aproveita o dia 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, para denunciar ao Ministério Público abuso do poder médico e das instituições hospitalares privadas e públicas, em descumprimento sistemático da lei que garante o direito a um acompanhante no processo do parto. Simultaneamente, a Parto do Princípio divulgará os benefícios e o direito da mulher a um acompanhante no processo do parto.

A Rede Parto do Princípio, juntamente com outras organizações civis, entrega no dia 8 de março ao Ministério Público de vários estados um documento que denuncia o descumprimento sistemático da Lei que garante à mulher o direito de ter ao seu lado um acompanhante de sua escolha durante o trabalho de parto, no parto e no pós-parto.
O quadro do desrespeito à lei em todo território nacional é alarmante e a desinformação é geral.



“Eu fui colocada para fora da sala de cirurgia durante a cesárea da minha irmã, pelo anestesista de plantão! Quando fui agradecer por ter permitido que eu entrasse, ele disse que era contra a presença de acompanhantes, que um centro obstétrico não é um circo onde médicos dão espetáculos para estranhos assistirem, e que eu deveria sair imediatamente.", diz Vânia C. R. Bezerra.

“Eu não sabia que existia essa lei, meu marido ficou do lado de fora pedindo ao médico para entrar por horas, disseram a ele que somente mulheres podiam entrar.” - denúncia anônima.

“Sinto muito, mas ela não pode ficar na enfermaria com você. E também já está na hora de você crescer e aprender a fazer as coisas sozinha, já vai ter um bebê, já é bem crescidinha.” - G., de Fortaleza-CE

“A mulher que nos recebeu foi muito agressiva quando insistimos para que eu pudesse ter um acompanhante e citou o caso de outro hospital grande da cidade que também não aceitava acompanhante, como se isso tirasse a responsabilidade dela.” - A., de Fortaleza-CE

Apesar da lei, a cada dia milhares de mulheres em todo Brasil sofrem esse tipo de abuso do poder médico e das instituições hospitalares privadas e públicas.

A Parto do Princípio, neste dia 8, toma duas frentes de ação:

- Entrará com as denúncias no Ministério Público de diversos estados.


- Iniciará uma campanha de divulgação da lei e do direito que ela protege.



A denúncia:

Buscamos levar ao conhecimento do Ministério Público Federal um panorama do que acontece em todo o Brasil em relação à Lei do acompanhante no parto, apresentando as graves implicações para as saúdes materna e neonatal.
Denunciamos o abuso do poder médico e das instituições públicas e particulares, demonstrando que existe um boicote em divulgar e respeitar a lei tanto nas instituições do Sistema Único de Saúde (SUS) como nas particulares. Abordamos também a completa omissão da Agência Nacional de Saúde (ANS) na regulamentação do direito e sem restrições.



Fatos sobre a lei


No dia 7 de abril de 2005, entrou em vigor a Lei 11.108 que garante às parturientes o direito à presença de um acompanhante durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.

No dia 2 de abril de 2008, entrou em vigor a Resolução Normativa nº 167 da ANS, na qual atualiza as diretrizes para os planos privados de assistência à saúde constando a exigência da cobertura de um acompanhante indicado pela parturiente nos Planos Hospitalares com Obstetrícia.


No dia 3 de junho de 2008, a ANVISA, através da Resolução da Diretoria Colegiada nº 36, no item 9.1 prevê que "O Serviço deve permitir a presença de acompanhante de livre escolha da mulher no acolhimento, trabalho de parto, parto e pós-parto imediato" reiterando o direito para os atendimentos particulares.

Já se passaram quase 5 anos desde que a Lei 11.108 entrou em vigor. A grande maioria dos serviços de saúde ainda não permite a entrada de acompanhante, restringe o seu tempo de permanência, cobra uma taxa para sua entrada, ou limita a escolha da parturiente.

“Apesar de ser de conhecimento da classe médica que o acompanhante traz muitos benefícios para a saúde da mulher e do bebê, esse direito continua a ser negado ou cerceado!”, afirmam membros da rede Parto do Princípio.

Uma questão de saúde

Os benefícios da presença de um acompanhante para a parturiente e para o recém-nascido foram amplamente demonstrados. Entre outros, a presença do acompanhante foi relacionada à diminuição do tempo do trabalho de parto e parto e a melhores índices de Apgar no bebe.

A Organização Mundial de Saúde recomenda a presença de um acompanhante de escolha da mulher desde 1996 (OMS).

Nossas propostas

Junto ao documento, várias propostas de soluções foram apresentadas, entre elas:

- Exigir que a Lei seja afixada em quadro de informações na recepção das maternidades públicas e privadas.

- Que as mesmas informações estejam impressas no Cartão da Gestante.

- Estabelecimento de uma multa a ser paga pela instituição em caso de denúncia de descumprimento da Lei.

- Que seja criada campanha de veiculação do direito na mídia, orientando para os meios de fazer valer este direito ou denunciar casos em que tenha sido negado.


A divulgação

Divulgaremos a Lei do Acompanhante para que as usuárias do sistema de saúde tomem conhecimento do seu direito e possam exigir que ele seja respeitado no estabelecimento em que elas vão dar à luz. A tomada de consciência da população deste direito é o caminho para obtermos mudanças na postura dos médicos, hospitais e maternidades que continuam negando ou cerceando esse direito às mulheres.

A Parto do Princípio é uma rede de mulheres, consumidoras e usuárias do sistema de saúde brasileiro, que oferece informações sobre gestação, parto e nascimento baseadas em evidências científicas e recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Conta hoje com mais de 250 pessoas trabalhando, voluntariamente, em 16 estados e no Distrito Federal, na divulgação dos benefícios do parto ativo.

http://www.partodoprincipio.com.br/


O que vai acontecer na sua cidade:

(confira a atualização da programação no nosso site)


BELÉM

Denúncia no Ministério Público
Representante: Suzana Gaia
Telefone: (91) 3285-7039 (91) 3285-7039
Data: 08/03

Panfletagem
Representante: Thayssa Rocha
Telefone: (91) 8884-0209 (91) 8884-0209
Data: 07/03

Hora: 10h às 11h - Local: Praça da República

Hora: 11h às 12h - Local: Praça Batista Campos





BELO HORIZONTE

Denúncia no Ministério Público
Representante: a definir (consulte nosso site no decorrer da semana)
Telefone: (31) 9312-7399 (31) 9312-7399
Data: a definir (consulte nosso site no decorrer da semana)

Panfletagem
Representante: Mariana de Mesquita e Pollyana do Amaral

Telefones: (31) 8637-2954 (31) 8637-2954 / 9312-7399
Datas: 06 e 07/03
Hora: 10 às 22h
Local: Feira do Bebê e da Gestante, no Minascentro



BRASÍLIA

Panfletagem
Representante: Clarissa Kahn e Clarice Andreozzi
Telefones: (61) 8139-0099 (61) 8139-0099 e (61) 9209-7471 (61) 9209-7471
Dia: 08/03 à tarde
Local: a confirmar
Representante: Sabrina Dias e Sylvana Karla
Telefone: (61) 8160-7623 (61) 8160-7623 e (61) 8108-2161 (61) 8108-2161

Dia: 07/03
Hora: 10h às 12h
Local: Parque da Cidade


Dia: 08 a partir das 18h
LOCAL: Em frente ao Conjunto Nacional



CAMPINAS

Denúncia no Ministério Público
Representante: Renata Olah
Telefone: (19) 9132-9621 (19) 9132-96

Data: 08/03


FORTALEZA

Denúncia no Ministério Público
Representante: Socorro Moreira
Telefone: (85) 3262-0483 (85) 3262-0483 (85) 8886-9105 (85) 8886-9105

Data: 08/03






GUARULHOS

Denúncia no Ministério Público

Representante: Renata Budoia
Telefone: (11) 8231-7750 (11) 8231-7750

Data: 08/03




JOINVILLE

Panfletagem
Representante: Mikaela Lindermann
Telefone: (47) 3423-2665 (47) 3423-2665

Data: 07/03
Hora: 11h às 16h
Local: Parque Zoo Botânico, Praça Nereu Ramos



MARINGÁ

Panfletagem
Representante: Patricia Merlin e Renata Frossard
Telefone: (44) 3222-9104 (44) 3222-9104 / 9927-7298
Email: patimerlin@partodoprincipio.com.br

Data: 08/03
Local: Rua Santos Dumont



NITERÓI

Panfletagem
Representante: Gisele Muniz
Telefone: (21) 2616-0357 (21) 2616-0357 / (21) 9931-9923 (21) 9931-9923
Data: 08/03



PELOTAS

Panfletagem
Representante: Isane D'Avila
Contatos: (53) 9105-1430 (53) 9105-1430 / 3303-1097
amadrecer@hotmail.com

Data: 05 de março
Hora: 10h às 11h30
Local: calçadão da Andrade Neves (em frente à C&A)




PORTO ALEGRE

Denúncia no Ministério Público e panfletagem
Representante: Alessandra Krause
Telefone: (51) 9685-2114 (51) 9685-2114
alessandrakrause@bol.com.br

Data: 06/03
Hora: 10h30
Local: Parque da Redenção



RECIFE - PE

Denúncia no Ministério Público
Representante: Júlia Morim
Telefone: (81) 9979.8817/ 9258.7457   julia@partodoprincipio.com.br   Data: a definir - colhendo denúncias


Panfletagem
Representante: Júlia Morim
Telefone: (81) 9979.8817/ 9258.7457  julia@partodoprincipio.com.br

Data: 08/03
Hora: 9h às 10h30 Local: Hospital Agamenon Magalhães. Bairro: Casa Amarela Representante: Dan Gayoso
Telefone: (81) 9973.8035  dan@institutonomades.org.br

Data: 08/03
Hora: 9h às 11h
Local: Hospital das Clínicas (UFPE). Bairro: Cidade Universítária



RIO DE JANEIRO

Denúncia no Ministério Público e panfletagem

Representantes: Mireille Jandorno e Ingrid Lotfi
E-mail: mireillie@partodoprincipio.com.br
Telefone: (21) 9346-6624 (21) 9346-6624 e (21) 9418-7500 (21) 9418-7500

Data da denúncia: 08/03

Data da panfletagem: a partir do dia 14

Local: a confirmar




SÃO BERNARDO DO CAMPO

Panfletagem
Representante: Deborah Delage
Telefone: 9201-5245 e 4043-8214
 grupomaternamente@gmail.com

Data: 6 de março
Hora: tarde
Local: Parque Salvador Arena: Av. Caminho do Mar, 2.980 - Rudge Ramos





SÃO CARLOS


Denúncia no Ministério Público e panfletagem
Representante: Vânia Cristina Rondon Bezerra

Data da panfletagem: 06/03 e 08/03

Data da entrega da denúncia: 08/03
Telefone: (16) 3375-1648 (16) 3375-1648 e 9794-3566




SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Panfletagem
Representante: Flavia Penido
Telefone: (12) 3948-1858 (12) 3948-1858 / 9124-9820
flapenido@partodoprincipio.com.br



SÃO PAULO


Panfletagem
Representante: Thais Medeiros
Telefone: (11)3554-6864 (11)3554-6864
 thais@mamaedahora.com.br

Data: de 13 a 27 de Março
Hora: das 10 às 19 horas
Local: Rua Cotoxó 603 Perdizes

Denúncia no Ministério Público
Representante: Deborah Delage
Telefone: 9201-5245 e 4043-8214



VITÓRIA

Denúncia no Ministério Público e panfletagem

Representantes: Cristiane Kondo e Thais Ramos
Entrega da denúncia: 08/03
Telefone: (27) 3225-4912 (27) 3225-4912 / 8809-6283 / 9838-8501
E-mail: crikondo@gmail.com

segunda-feira, 1 de março de 2010

Esse moleke é bamba!

Que mae baba isso nao é novidade né e eu nao sou diferente, com tres gostosuras em casa, haja babador.......hoje tive que trocar varias vezes porque Alex abusa de ser fofo!!!
  O rapaz é chegado a uma flexao de braço, geraçao saude né....ja esta treinando pra me dar pernada, ainda nao tem velocidade mas calma mamae,  estou praticando! Ja sai do lugar e nao so de ré, agora ele avança.....se arrasta, se joga....so no treino pra engatinhar!! Babem comigoooooooooooo!!!!